terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Guarda prende foragido que tentava fazer desenho no tapume da rodoviária

Bandido cumpria pena por tráfico



Agentes da Guarda Municipal capturaram um foragido que tentava fazer desenho no tapume da antiga rodoviária, localizada na região central de Campo Grande. Amâncio Oliveira da Silva, 36 anos, o “Dengoso”, foi preso às 14h20 de hoje.
A base da Guarda Municipal fica perto do local onde Amâncio tentou fazer desenho com giz usado em tacos de bilhar no tapume, que impede o acesso das pessoas ao segundo piso do prédio.
Os guardas impediram a ação de Amâncio e pediram documentos.
Ele chegou a dizer que estava sem a documentação e, ao checar o nome dele, os guardas constaram que era foragido.
Amâncio cumpria pena por tráfico na Colônia Penal Agrícola, de onde fugiu dia 27 de novembro.
Capturado, ele deverá ser devolvido ao sistema prisional.

Fonte: http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/guarda-prende-foragido-que-tentava-fazer-desenho-no-tapume-da-rodoviaria

domingo, 26 de dezembro de 2010

REFLEXÃO


Eu me importo e odeio me importar. Quisera eu conseguir a façanha de permanecer impassível diante de uma crítica, principalmente das críticas inconscientes e destrutivas, de quem mal sabe do que está falando, afinal, BOCAS FALAM. Mas até quanto a estas continuo suscetível. Onde foi que eu ouvi que deveria ser “perfeitinho” e “bonzinho”? E porque acreditei nisso? Como fui acreditar que isto seria possível? Vai saber…
Tem outro aspecto de nossa vida que exige semelhante atitude. É essa maldita importância que damos para o que os outros falam, ou pensam. Ah se conseguíssemos ignorar metade do que supomos pensarem de nós.
As pessoas no geral estão tão imersas no “paradigma da mediocridade”, que não se tocam que teriam muito a fazer caso se dispusessem a cuidar de suas próprias vidas. Há tanto por ser feito… Mas se concentrar nos vícios de comportamento alheios é MUITO mais fácil. Olhar para si e mais, fazer alguma coisa por si dá muito trabalho. Tem que pensar, refletir, tentar algo, enfrentar traços de nossa personalidade indesejáveis, os quais fingimos não existir, errar, aprender, ufa, só de pensar cansa, então vamos lá, por exemplo, especular o que o vizinho e sua a mulher fazem quando saem a noite… (eu sei o que eles fazem, eles estão cuidando de suas vidas)
Referindo-se ao meu texto já citado aqui, largar o que não nos serve mais é uma arte por demais difícil. Exige desapego de idéias concebidas como as ideais, mas que não funcionam. Entretanto, na arte de fofocar e falar mal da vida alheia o povo é exímio. Alguns parentes então tendem a ter na ponta da língua tudo que seria perfeito para nós. Mas quando tentamos nos justificar ( uma ótima forma de perder tempo ) e discorremos sobre nossos motivos, eles já estão pensando no que vão dizer em seguida. Nem atentam para o que dizemos. Sabe por que? Porque estão no piloto automático. Nível de consciência entre 0,5 e 1, numa escala de… vejamos… 100. Como nos escutariam com um mínimo de atenção – e educação?
Confesso me sentir vulnerável a esse tipo de atitude alheia – para com minha postura de vida. Se todos que teimam em me “sugerir” o que deveria fazer fossem perfeitos exemplos de vida e conduta, beleza, eu ficaria quieto consciente da inadequação do meu modo de vida. Mas não, há casos em que querem exigir de mim atitudes que tomaram em seus passados e pouco resolveu, pois hoje, sim, são infelizes.
Políticos tem aquele lema já antigo que aconselha:
“Deixe falar e continue agindo.”
Pois olha, não vejo outra postura mais adequada à nossa conduta pessoal do que esta, muito embora tal atitude exija de nós uma firmeza de propósito acentuada. Os fracos continuam hesitantes, tentando agradar quem no fundo, só se preocupa consigo mesmo, mas na hora de agir, prefere dar pitacos na vida alheia.
Talvez você, leitor, tenha facilidade com essas coisas. Talvez seja autosuficiente, independente, e tenha lá a sua privacidade. Que bom pra você. Eu não tenho, mas tenha certeza, não penso em outros objetivos de vida a cada minuto de minha vida.
MONTANHA

sábado, 18 de dezembro de 2010

A partir de hoje serão emitidas certidões negativas gratuitamente pela internet

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) lança nesta sexta-feira (17), às 16 horas, a Certidão Judicial Negativa On-line. A solicitação foi feita em virtude das dificuldades que os advogados vinham enfrentando para a obtenção de certidões de andamento processual de ações cíveis e criminais.
Com a mudança, as certidões negativas, que somente poderiam ser solicitadas presencialmente no cartório distribuidor, levando até três dias úteis para serem confeccionadas a um custo de R$ 20, passam a ser solicitadas pela internet, de forma gratuita e automática.

Com o lançamento, poderá emitir-se quatro tipos de Certidões Judiciais Negativas On-line: cível, criminal, falência e da justiça militar estadual. O pedido será feito no Portal de Serviços E-SAJ, cujo link poderá ser acessado na página inicial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS).

Além da gratuidade das certidões negativas, o novo serviço evitará que o cidadão enfrente fila no cartório distribuidor para solicitar as certidões, como também garantirá agilidade na emissão do documento, cujas orientações para o dowload da certidão serão encaminhadas para o e-mail indicado pelo solicitante. O pedido é rápido e simples, basta preencher as informações solicitadas pelo sistema (CPF, RG, etc.) e aguardar o e-mail com as orientações para impressão da certidão.

Todavia, nos casos em que a certidão seja positiva ou haja alguma inconsistência nos dados indicados pelo solicitante, será orientado no e-mail encaminhado para que o interessado dirija-se ao cartório distribuidor para obtenção da certidão.

De acordo com o TJ/MS, Em Campo Grande o Cartório Distribuidor de Campo Grande emite por dia aproximadamente 500 certidões. A expectativa é de que ocorra uma redução considerável na demanda por este serviço no local, já que cerca de 70% do total diário de expedições são de certidões negativas. 

Fonte: OAB/MS

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

MAIS SEGURANÇA !

Guarda Municipal registrou mais de 65 mil ocorrências em 11 meses de trabalho

 

 

Somente o sistema de videomonitoramento flagrou 345 ocorrências na cidade



Agência BOM DIA
A Guarda Civil Municipal (GCM) divulgou esta semana o balanço de suas ações durante o mês de novembro. Desde o começo do ano, foram 66.659 ocorrências.
Com o sistema de videomonitoramento, a GCM auxiliou prisões e atendeu a acidentes de trânsito, atropelamento, abordagens em indivíduos com atitude suspeita, agressões, animais na via, incêndios e furtos.

No período de janeiro a novembro, o sistema de videomonitoramento flagrou 345 ocorrências na cidade. Somente no último mês, foram registradas 35. Dentre elas uma tentativa de roubo. O crime aconteceu em Pindorama, no dia 1º de novembro.

De acordo com informações da GCM, seis homens que estavam em um veículo corsa prata foram flagrados pela câmera de monitoramento, instalada na entrada da cidade, fugindo de Pindorama sentido a Catanduva, após tentativa de furto. Depois de uma denúncia anônima pelo 190, uma viatura da PM prendeu os suspeitos. 

Outra ocorrência registrada pela GCM teve apoio do sistema de videomonitoramento de Catanduva. De acordo com o balanço, no dia 15 de novembro um adolescente foi flagrado ‘surfando’ nos vagões do trem em Catanduva. Segundo informações, o rapaz teria batido a cabeça em uma ponte e desmaiado em cima de um dos vagões.

O trem que seguia sentido a Pindorama foi abordado pela viatura da PM e conseguiu resgatar o rapaz que apresentava ferimentos na cabeça. O garoto foi detido e conduzido ao posto de saúde para atendimento médico e em seguida encaminhado ao plantão policial para elaboração de Boletim de Ocorrência (B.O).

Destaque

As câmeras de videomonitoramento espalhadas estrategicamente pela cidade também flagraram uma mulher sendo agredida por um homem na avenida Francisco Raya Madrid, no Giordano Mestrineli, próximo a rodovia da Laranja.

Viaturas da PM e do Samu foram acionadas e se deslocaram até o local para atendimento de urgência. A denúncia também foi registrada pelo 190.

Mapa Estatístico

De janeiro a novembro de 2010, a GCM registrou 66.659 ocorrências em Catanduva, entre atividades de policiamento preventivo, atividades administrativas, apoio aos órgãos da administração municipal e a instituições públicas, além de ocorrências criminais, sociais, de trânsito e da Patrulha Ambiental, segundo o Mapa Estatístico.

Prevenção
Entre as atividades de policiamento preventivo foram lavradas 9.574 ocorrências em ronda escolar, ronda patrimonial (51.122), policiamento em eventos (275) e ronda em praças desportivas (58). Os números referem-se aos 11 meses de 2010.

Criminais

Dentre as ocorrências criminais ocorridas em Catanduva no período de janeiro a dezembro, destaque para ameaça (22 ocorrências), ato infracional (27), corrupção de menores (1), desacato a autoridade (19), desinteligência de vias de fato (13), desobediência (2), encontro de veículos furtados (2), estelionato (1), estupro (2), furto particular (33), furto tentado (3), lesão corporal (24), maus tratos (1), porte de entorpecente (18), porte ilegal de arma (1), roubo (1), receptação (4), suicídio tentado (4), tráfico de entorpecente (4) e apreensão de cerol (144).

Sociais

A GCM também realiza trabalho de auxílio ao público. Segundo o balanço divulgado pelo setor, foram realizadas 335 abordagens a indigentes na cidade e atendidos 10 casos de incêndio e 15 ocorrências de criança e adolescente desprotegidos.

Trânsito

Segundo dados da GCM, no período de janeiro a novembro, foram registrados 59 casos de acidente sem vitimas na cidade, 28 com vitimas e um atropelamento.

Serviço

A Guarda Civil Municipal está situada na rua São Paulo, 777, na Vila Mota. Telefone: (17) 3531-5300.

Conseg de Itapecerica discute ações da Polícia

Karen Santiago | Atualizado em: 14/12/2010 00:00:00
conseg_1 Karen Santiago Tenente Harder e Comandante Marques respondem dúvidas dos moradores
Na última reunião deste ano, o Conselho de Segurança (Conseg) de Itapecerica da Serra debateu o policiamento na rua, a fiscalização nos bares que ficam com o som alto até de madrugada, velocidade excessiva dos ônibus da Miracatiba e a importância do Boletim de Ocorrência, para que a Polícia e a GCM possam realizar patrulhas e operações nos bairros com maior índice de violência.
Realizada nesta segunda-feira, 13, na Câmara Municipal, a reunião transcorreu em clima de tranquilidade, exceto quando um morador afirmou não confiar no trabalho realizado pelas Corporações, afinal nunca observou policiais na sua rua, mas confessou que nunca procurou o serviço da PM e da GCM. “Na minha rua é fácil prender os traficantes, mas como a Polícia e a GCM vão saber se não passam no local? Não liguei para pedir ajuda, porque não vou colocar minha vida em perigo”, afirmou.
O Tenente Harder e o Comandante da Guarda Civil Municipal, Marques, explicaram para o morador que as viaturas passam no local, mas não constantemente, por não terem informações sobre o tráfico. “O senhor precisa passar informação, indicar. Ligue no 181 ou no 153 da Guarda, para denunciar. É a partir da informação que realizamos a patrulha no local e, além disso, é importante fazer o boletim de ocorrência”, explicou o Tenente.
Para Marques os moradores são o termômetro do trabalho das Corporações. “Nestas reuniões é possível ouvir as queixas dos moradores e a partir delas realizar as operações. Precisamos das informações e os moradores precisam confiar na PM, Polícia Civil e GCM, pois estamos empenhados em proteger os munícipes e coibir o crime”, ressaltou o Comandante.
Em relação ao som alto nos bares em diversos bairros da cidade, o Tenente da Polícia Militar, afirmou que está empenhado em operações para inibir a prática dos comerciantes que infringem a lei. “Estamos realizando o trabalho com o bafômetro que está surtindo efeito, porque diminui a permanência das pessoas nos bares. Realizamos orientação aos donos dos estabelecimentos e a fiscalização efetiva para que a prática diminua”, justificou.
Apesar das diversas reclamações e ofícios, a empresa de ônibus Miracatiba continua dando dor de cabeça aos usuários dos coletivos. Segundo o presidente do Conseg, Reinaldo Dias, é frequente o desrespeito com os usuários, principalmente com os idosos, que muitas vezes descem antes do ponto, ou até mesmo não conseguem tomar condução e a alta velocidade são os principais motivos das queixas.
“Os pontos críticos são as descidas do Valo Velho – Estrada de Itapecerica, descida /entrada do Parque Paraíso e também o contorno da rotatória Belchior de Pontes. Os ônibus além de não respeitarem os idosos, não se preocupam com os outros usuários que sofrem com a velocidade excessiva dos ônibus. Até agora os ofícios encaminhados pelo Conseg não foram respondidos pela empresa Miracatiba”, concluiu. A próxima reunião do Conseg será em fevereiro de 2011.
Para acionar a PM, ligue 190 ou 181 (Disque-denúncia). A GCM pode ser acionada pelos telefones: 153 ou 0800 150 364.
conseg_2
PMs acompanharam a reunião

fonte:http://www.jornalnanet.com.br/noticias/1789/conseg-de-itapecerica-discute-acoes-da-policia%7D

INVESTIMENTO!

Guarda Civil Municipal recebe novas armas de fogo

Último investimento em armamento foi recebido em 2006


Divulgação Guarda Civil Municipal de Catanduva recebe novas armas de fogo: : pistolas Taurus PT 59S calibre 380, com capacidade para 19 tiros Guarda Civil Municipal de Catanduva recebe novas armas de fogo: : pistolas Taurus PT 59S calibre 380, com capacidade para 19 tiros

Agência BOM DIA
A prefeitura de Catanduva não poupa investimentos quando o assunto é a segurança. Com o objetivo de melhorar o policiamento por toda a cidade, a Guarda Civil Municipal (GCM) recebeu armamento novo nesta segunda-feira (13). A arma é uma pistola Taurus PT 59S calibre 380, com capacidade para 19 tiros.

“A última vez que recebemos armamento foi em 2006 e com o aumento do efetivo sentimos a necessidade de mais armas de fogo para os 26 guardas que se formaram no final de 2009”, destaca o comandante Hélio Montani Carlos.

O investimento da Prefeitura foi de R$24.990. Por questões de segurança a GCM não divulgou o número de armas recebidas. “É uma determinação da Polícia Federal não divulgar a quantia de armas e munição que possuímos”, explica.

Atualmente o efetivo da GCM possui armas de defesa como bastão de tonfa, pistola calibre 380 e gás de pimenta. As novas armas foram entregues pela Prefeitura nas mãos do novo comandante da GCM, Hélio Montani Carlos, e do subcomandante, Luiz Carlos Larocca. Os equipamentos estão prontos para uso.

FONTE:http://www.redebomdia.com.br/Noticias/Dia-a-dia/40088/Guarda+Civil+Municipal+recebe+novas+armas+de+fogo

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Qual a racionalidade em criminalizar a ação do agente de segurança pública?

Autor: Marcos Luiz Gonçalves

Classe Distinta da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo
Diretor da Associação Brasileira dos Guardas Municipais - ABRAGUARDAS
Pós-Graduado em Direito Ambiental

As políticas de segurança públicas devem lidar com os pequenos desvios, porém o que temos hoje é a inversão, é o que vemos na cidade maravilhosa, pois, de fato, há falta de investimentos na estruturação social, pois as políticas de políticos focam, única e exclusivamente, a política, ou seja, votos.

Em parte, devo concordar que, a "violência gera violência". Agora, será que sua referência, que engloba os Guardas Municipais, no sentido de atribuir o aumento de violência na simples implementação de uma ferramenta de trabalho, tem algum aspecto de lógica? Será que o quadro apresentado não está relacionado à inversão acima citada?

As Guardas Municipais são instituições públicas, regidas por legislação própria, fiscalizadas e punidas com rigor, agora, este seu discurso se assemelha muito ao de um suposto especialista de segurança pública que aparece em algumas transmissões televisivas, o qual comparou o aumento do índice de criminalidade com a implantação de Guardas Municipais, ou seja, onde se constituiu uma Guarda Municipal, ali, com certeza, haverá um aumento considerável da criminalidade. Entende? Política de Político pregando inversões, neste caso específico, está explícito o corporativismo.

O criminoso que comete o crime é criminoso, agora criminalizar a ação do operador de segurança pública foge do conceito que temos de racionalidade, pois, como dito anteriormente, a política de políticos, privilegia esta inversão, dando publicidade que o exercício da cidadania está atrelado ao exercício do direito, com ênfase ao direito do cidadão, esquecendo da obrigação do cidadão. Por isso temos os problemas de segurança nas escolas, aonde alunos vão armados, batem em professores, violentam alunas, humilham seus iguais...isto é a política dos políticos. Nada faz sentido, tudo é certo, porém, quando foge do controle, isto é problema de polícia, pois aconteceu o crime.

A violência deve ser tratada de forma preventiva, porém quando ela aflora, envolvendo indivíduos da sociedade, passa a ser problema de segurança pública, ai sim, deve-se combater a violência, pois se seguirmos a afirmação de que “a violência não se combate com segurança”, não haveria o porquê se ter instituições policiais, as quais têm por obrigação reprimir qualquer tipo de violência. São questões que podem ser discutidas, porém, entenda que segurança pública não lida com causa, mas sim com conseqüências de políticas sociais mal implementadas.

Na questão em que é citada a legítima defesa do criminoso, está tese não deve evoluir, pois o criminoso não se arma para sua defesa, ele se armar para exercer o poder coercitivo, através da ameaça, podendo chega ao ápice de sua ação, ou seja, com a morte de alguém. Assim, caro amigo, não veja a Guarda Municipal com a responsável pelo incremento da criminalidade, tenha na Guarda Municipal um amigo, protetor e aliado, assim, com certeza, poderemos contribuir para sua segurança.

Caro amigo, as intervenções neste campo são salutares, pois servem para aprimorar nosso processo de interpretação sobre fatos obscuros sem relação com nossos conceitos íntimos. Isto pode ser declarado como a evolução e é isto que buscamos, a revolução do modo de pensar.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Santo André pleiteia R$ 8 mi para investir em Segurança

Guarda de Santo André-SP

A Prefeitura de Santo André espera receber do governo federal cerca de R$ 8 milhões para investir no aumento do efetivo e modernização da GCM (Guarda Civil Municipal), além de outros programas na área de Segurança Pública.
A verba, que ainda não tem prazo para ser liberada, está sendo pleiteada a partir de programas inscritos na Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), órgão do Ministério da Justiça.
O anúncio foi feito ontem pelo secretário de Segurança Pública Urbana e Trânsito, Adilson de Lima, durante cerimônia no Paço Municipal que apresentou balanço da Pasta e homenageou os Consegs (Conselhos Comunitários de Segurança).
Segundo o secretário, a proposta da Prefeitura é adquirir mais equipamentos e veículos, como automóveis e motocicletas, e promover atividades de capacitação.
Uma das apostas é aumentar o número de bases móveis, que realizam hoje ações como o Bairro Seguro. O programa transfere parte da estrutura da GCM para localidades que necessitam de maior prevenção contra a violência.
Atualmente, a Prefeitura dispõe de três veículos para realizar as operações. A expectativa do secretário é poder contar com mais cinco bases móveis, ampliando assim a capacidade de atuação.
Sobre o aumento do efetivo da GCM, o prefeito Aidan Ravin (PTB), também presente ao evento, informou que pretende até o fim de seu mandato, em 2012, contratar cerca de 400 novos guardas-civis.
O prefeito autorizou a contratação de 80 homens em 2009, já incorporados, e de mais 100 neste ano, que ainda deverão realizar os cursos obrigatórios.
Para os próximos dois anos, mais 200 admissões na GCM são esperadas. Se a expectativa for alcançada, o contingente de Santo André irá saltar dos atuais 573 guardas-civis para quase 900 integrantes.


Fonte: Amigos da GCM - SP   Foto: gcm 

De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas

De uma coisa podemos ter certeza: de nada adianta querer apressar as coisas; tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto.
Mas a natureza humana não é muito paciente.
Temos pressa em tudo e aí acontecem os atropelos do destino, aquela situação que você mesmo provoca por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.
Mas alguém poderia dizer: qual é esse tempo certo?
Bom, basta observar os sinais.
Quando alguma coisa está para acontecer ou chegar até sua vida, pequenas manifestações do cotidiano enviarão sinais indicando o caminho certo.
Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido, uma observação qualquer.
Mas, com certeza, o sincronismo se encarregará de colocar você no lugar certo, na hora certa, no momento certo, diante da situação ou da pessoa certa.
Basta você acreditar que nada acontece por acaso.
Talvez seja por isso que você esteja agora lendo estas linhas.
Tente observar melhor o que está a sua volta.
Com certeza alguns desses sinais já estão por perto e você nem os notou ainda.
Lembre-se que o universo sempre conspira a seu favor quando você possui um objetivo claro e uma disponibilidade de crescimento.
( Paulo Coelho )

REDE INFOSEG / REDE INFOCRIM GUARDA CIVIL METROPOLITANA

vereador Abou Anni solicita informações do secretário de segurança urbana


Gabinete do Vereador Abou Anni



Ofício 24º GV/ nº 490/2010

Ilustríssimo Senhor

Edson Ortega

Secretário Municipal de Segurança Urbana

Por ocasião do clamor manifestado por integrantes da classe da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, este Vereador, sentindo-se no dever de atender às necessidades públicas, socorre-se do presente para solicitar informações quanto à ausência de interesse do Município de São Paulo em celebrar convênio visando à adesão ao Decreto Federal n.º 6.138, de 28 de junho de 2007.

Calha esclarecer que o aludido Decreto regulamenta, no âmbito do Ministério da Justiça, a Rede de Integração Nacional de Informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização – “Infoseg”.

Acresça-se que a Rede “Infoseg” revela-se, no hodierno cenário social, como um valioso expediente operacional, que, inexoravelmente, contribuirá intensamente para o bem da segurança pública ao proporcionar condições à Guarda Civil para que realize a identificação civil e criminal do agente com a devida autonomia e livre de indesejáveis procedimentos burocráticos.

Por outro lado, torna-se pertinente questionar o motivo que impede a Rede “Infocrim”, em âmbito Estadual, ser estendida à Guarda Civil Metropolitana, uma vez que, segundo consta, o convênio entabulado não utiliza todo o seu potencial, executando-se tão somente uma pequena parcela do que se pode extrair deste sistema.

Impende destacar que o sistema de Informações Criminais (Infocrim) permite às polícias o mapeamento das regiões de maior incidência criminal e estão presentes em 601 dos 645 municípios do Estado.

Assentadas tais considerações, solicito os bons préstimos de V.Sª, no sentido de que possa analisar a voabilidade da implantação da Rede “Infoseg”, bem como tome interesse em ampliar a Rede “Infocrim”, contemplada pelo Convênio ora solenizado pelo Município de São Paulo, com vistas a robustecer os meios operacionais da Guarda Civil Metropolitana.

No aguardo de vossa manifestação, aproveito oportunidade para desejar nossos protestos de elevada estima e consideração, deixando este gabinete à inteira disposição de V.Sª., assim como uma visita que muito nos honrará.

Atenciosamente,

Abou Anni

Vereador - PV



RESPOSTA AO OFICIO DO VEREADOR ABOU ANNI

Senhor Vereador,

Em atenção ao vosso oficio anexo, que solicita informação sobre nossa
participação na Rede INFOSEG e Rede INFOCRIM e sugere que delas
participemos, tenho a dizer que a Renovação do Convenio com a Secretaria de
Segurança Publica de São Paulo a propósito do INFOCRIM já foi atualizado
pelas respectivas áreas técnicas e assinado pelo município, devendo ser
publicado nos próximos dias com a assinatura por parte das autoridades
estaduais.

Quanto a Rede Infoseg, nosso pedido de convenio já foi assinado pelo
prefeito Gilberto Kassab e encaminhado em 07 de junho ultimo a SENASP/MJ
conforme normativos, onde encontra se tramitando.

Com tais informações fica evidenciado que vossos propósitos coincidem com
nossas iniciativas ao que agradeço o apoio que tem dedicado aos nossos
trabalhos de fortalecimento do Sistema de Segurança Publica na nossa cidade.

Cordialmente.



Edsom Ortega

Secretário Municipal de Segurança Urbana

Prefeitura Municipal de São Paulo

Sob efeito da Copa-2014, Cuiabá terá policiamento integrado até 2012

Governador Silval Barbosa e o secretário de Justiça e Segurança Pública Diógenes Curado vão debater a proposta

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), subordinada ao Ministério da Justiça, informou que até 2012 as 12 capitais-sedes da Copa de 2014, incluindo Cuiabá, deverão contar com centros integrados de comando das polícias. A previsão do subsecretário nacional de Segurança Pública, major Alessandro Aragon, é de que no próximo mês todos os termos de referência para a construção das unidades já estejam assinados.

De acordo com o projeto, a construção deve ser executada pelo governo do Estado, enquanto a contrapartida do governo federal seria para equipar os centros onde atuarão homens das polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil e Militar, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Forças Armadas e Guarda Civil.

O modelo de integração foi usado na operação policial no conjunto de favelas do Alemão, no Rio de Janeiro, há cerca de duas semanas. Lá, as obras para a construção do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) tiveram início em outubro e devem ser concluídas até julho de 2011. Para isso, o governo estadual investiu aproximadamente R$ 36 milhões.

Com prioridade para as cidades que vão receber os jogos do mundial, o projeto, posteriormente, deve ser estendido para todas as capitais. Para a Copa, além das questões do dia-a-dia, os centros estarão focados na situação dos estádios, hotéis e demais instalações utilIzadas pelas delegações que participarão do evento da Fifa.

Em MT

Como Cuiabá é uma das 12 capitais que vão sediar o Mundial, o governador reeleito Silval Barbosa deve começar inicialmente a debater o assunto com seu secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, para, ainda neste ano, procurar outras forças de segurança com vistas a implantar o projeto de integração.

Para a Capital mato-grossense, que registra alto índice de violência, o Centro Integrado poderá conter a violência nos bairros. Há regiões onde moradores se mostram desesperados por causa da ação de bandidos e onde a polícia não possui mais controle total do "território". Pela discussão inicial, o Centro abrigará, em um mesmo espaço físico, o teleatendimento da Polícia Militar (190), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu (192), Corpo de Bombeiros (193), Polícia Civil, Defesa Civil, Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal e ainda uma sala de monitoramento com telão, sala de crises, salas privativas para reuniões, salas de inteligência e alojamentos.

Como as atenções estarão voltadas para a Copa, o Centro Integrado não deve focar apenas em questões do dia-a-dia de violência urbana, mas estar voltado para a situação nos estádios, nos hotéis, instalações utilizadas pelas delegações brasileiras e eventos realizados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa).

sábado, 11 de dezembro de 2010

A CONSTRUÇÃO DO SUCESSO DE UMA INSTITUIÇÃO COMEÇA POR VOCÊ


“São as atitudes que escrevem a nossa história, e não nossas expectativas”. * Gilclér Regina


O pensamento do sucesso começa com idéias, sonhos, atitudes, educação e planejamento. Tem muita gente que defende a idéia de que para alcançar o sucesso profissional basta querer e querer intensamente. É isso, provavelmente, a primeira atitude de um vencedor. Mas de nada vai adiantar desejar, se os planos não saírem do papel. Grandes idéias nascem e morrem todos os dias por falta de um plano de ação que dê sustentação à idéia. São as atitudes que escrevem a nossa história, e não nossas expectativas.

Muitos dos que fazem sucesso afirmam todos os dias que não ficam esperando o sucesso bater às suas portas. Gosto sempre da afirmação do Abílio Diniz: “Enquanto alguns sonham com o sucesso, nós acordamos cedo para fazê-lo”. Ninguém chega onde quer chegar profissionalmente por um golpe de sorte.

Foi-se o tempo que um currículo recheado de excelentes universidades e MBAs eram certeza de boa colocação profissional. Não faltam exemplos hoje de pessoas com cursos, digamos aqui, apenas razoáveis, que conseguiram encontrar o caminho do sucesso até com mais solidez do que outros que vieram de grandes escolas. Não há crítica aqui ao conhecimento ou a qualidade real das grandes escolas, mas sim a atitude do ser humano ou a falta dela, a diferença está nas decisões e na postura que a pessoa toma em sua vida.

A maior carência no mundo profissional não é de conhecimento e sim de atitude. As pessoas sabem o que tem que fazer, mas não fazem.
Também existem outros ingredientes para se atingir o topo. Segundo  Eugênio Mussak, as pessoas costumam encarar a vida profissional separada da vida pessoal, como se isso fosse possível! Essa é uma visão de curto alcance porque não se pode desenvolver alguém pela metade. Ele ainda fecha essa posição com três pontos estratégicos:
     
       1. Onde se está.
       2. Onde se quer chegar
       3. O que se está fazendo para chegar lá.

O ser humano é o animal mais frágil do planeta. Ele só consegue ter força quando se une aos seus pares. Essa é uma visão filosófica, mas também muito utilitária. É por essa e por outras que as instituições programam as suas convenções e nós os profissionais somos chamados para realizar palestras que proporcionem reflexão maior sobre o tema da convenção.

Mas é preciso sair do discurso para a ação. Não basta apenas trocar cartões. É necessário cultivar amizades e estabelecer vínculos. Não basta rezar… É preciso ir ao encontro de Deus!

E quando você estiver no topo, lembre-se das palavras do dramaturgo americano Wilson Mizner: “Seja simpático com as pessoas à medida que você for subindo, porque você encontrará com elas à medida que você descer”. Ou seja, humildade não faz mal a ninguém!

Pense nisso Guardião e Guardiã, um forte abraço e esteja com Deus!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Fortalecimento dos Municipios

 
“Infelizmente temos de conviver com um distanciamento entre a segurança pública ideal e o que realmente acontece.
Ainda lutamos para atingir aspectos universais mínimos, como atendimento com dignidade e no tempo certo.
Precisamos ter nas áreas sociais o mesmo ritmo de avanços proporcionados pelo desenvolvimento econômico do país. O perigo do descompasso é a diminuição da oferta de serviços públicos de segurança, maior busca por serviços de vigilância privada e o  crescimento da desigualdade, uma ameaça para a segurança pública.
Quatro grandes aspectos merecem atenção: aumento de recursos nos orçamentos para a área sociais; preparação dos que administram os recursos da segurança pública (gestores); melhoria da qualidade dos serviços oferecidos; e incentivos a participação e controle social.
 O que se faz na segurança pública municipal é ainda insuficiente para que o cidadão aceite e respeite as normas regulamentares, previna mortes e doenças. A segurança pública depende da atuação articulada dos governos federal, estadual e municipal, como sabemos.
Mas quem realiza as ações e recebe as cobranças imediatas é o município.
 Portanto, é no município que precisamos ter mais capacidade técnica, de gestão, e disponibilidade de recursos.
O próximo governo deve fortalecer os municípios. E investir para prevenir o sofrimento das pessoas, com ações simples ligadas a família e comunidades. Além disso, é preciso avaliar como medir o esforço dos trabalhadores da segurança pública municipal para premiar quem oferece serviço de qualidade ao cidadão.
Destaco a necessidade de soluções para ocupação de cargos públicos baseados na capacidade técnica e na competência, e a definição de metas e cobrança de resultados da ação dos trabalhadores em prol da população.”
Artigo produzido por:
Fábio Augusto da Silva Souza
Guarda Municipal de Campo Grande MS
Conselheiro Comunitário em Segurança Pública

APOSENTADORIA ESPECIAL!!!!!!!!!!!!


 

COMISSÃO APROVA APOSENTADORIA

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou nesta terça-feira, 23, a concessão de aposentadoria especial para servidor público que exerça atividade de risco, como policiais, guardas, agentes carcerários e penitenciários.

O TEXTO APROVADO FOI O SUBSTITUTIVO DO RELATOR, DEPUTADO MARCELO ITAGIBA - PSDB-RJ, AO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR (PLP) 330/06, DO DEPUTADO MENDES RIBEIRO FILHO (PMDB-RS), E DETERMINA QUE O SERVIDOR POSSA OBTER O BENEFÍCIO.
MAIS INFORMAÇÕES SOBRE: VANTAGENS, VALORES, PENSÃO, PROJETO ORIGINAL, TRAMITAÇÃO, ACESSE O SITE DA CÂMARA FEDERAL: HTTP://WWW.CAMARA.GOV.BR/
Íntegra da proposta: PLP-330/2006
FONTE: AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS / CÂMARA DOS DEPUTADOS / HTTP://WWW.CAMARA.GOV.BR/

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Segurança em SC.

Secretário da Segurança inaugura primeiro Telecentro do Norte Pioneiro - 18/11/2010 18:53














O secretário da Segurança Pública, coronel Aramis Linhares Serpa, participou, nesta quinta-feira (18) à tarde, da inauguração do primeiro Telecentro do Norte Pioneiro, em Jacarezinho. A escola virtual, destinada aos profissionais de segurança pública no Brasil, é um projeto da Secretaria Nacional da Segurança Publica (Senasp) do Ministério da Justiça e foi instalada na 12ª Subdivisão Policial (SDP), em Jacarezinho.

“É de grande importância esse investimento para capacitação dos policiais. Além disso, os cursos também vão servir para que a população da região tenha um melhor atendimento policial”, diz Serpa. A escola possibilita a capacitação gratuita de policiais civis, militares, bombeiros, guardas municipais, agentes penitenciários, policiais federais e rodoviários federais, de forma continuada, integrada e qualificada.

“O Telecentro permite, através dos cursos, que o policial esteja em constante capacitação, garantindo mais eficácia nos serviços”, diz o delegado-chefe da 12ª SDP, Rogério Antonio Lopes.

TELECENTRO – A escola virtual foi criada em 2005 pela Senasp, em parceria com a Academia Nacional de Polícia. A escola tem o objetivo de viabilizar o acesso dos profissionais da segurança pública do país aos processos de aprendizagem, independentemente das limitações geográficas e sociais existentes.

A rede está implementada nas 27 unidades da Federação, por meio de 270 Telecentros instalados nas capitais e principais municípios do interior.

CBO/GCM E APOSENTADORIA


CBO/GCM E APOSENTADORIA/Áreas de atividades 







 

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Guarda Municipal detém dois pichadores na Orla Morena

O Serviço de Inteligência da Guarda Municipal, com apoio de guarnição de serviço, deteve nesta noite, por volta das 20h30, dois pichadores na Orla Morena, avenida Noroeste, bairro Cabreúva, em Campo Grande.

De acordo com o subtenente Antunes, chefe do núcleo do Serviço de Inteligência da Guarda Municipal, o jovem Urias Paolo Miranda de Carvalho, 18 anos, e um adolescente de 17 anos, foram encaminhados ao Cepol (Centro Integrado de Polícia Especializada da Capital) e depois à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

Guardas municipais, em ronda pela Orla Morena, observaram um grupo de jovens sentados na arquibancada da pista de skate. Os rapazes estavam com mochilas, mas só na de Urias foram encontrados materiais usados em pichações.

No interior da mochila havia pinceis com resíduos de tinta fresca, bem como desenhos idênticos aos do local em que eles estavam sentados. Os guardas municipais examinaram as pinturas e constataram que estavam frescas.

Da mochila de Urias foram apreendidos caderno, garrafas, pinceis e sprays.

Clamor - Na manhã de hoje, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) conclamou a população da cidade para localizar os pichadores que depredaram as obras da Orla Morena, que estão 90% concluídas e foram atacadas antes mesmo da inauguração.

Ele também lembrou de outros símbolos do município que também estão sendo pichados e quebrados pelos desocupados, como o Obelisco, na esquina da Afonso Pena com a José Antônio, e a escultura dos peixes, perto do Lago do Amor.

Para o prefeito, é absurdo um crime como esse. Ele defende punição para os pichadores, pois, estão cometendo um crime contra seu próprio dinheiro e contra a sociedade.

O subtenente Antunes relata que mesmo com a detenção de dois pichadores, pode existir um grupo maior e aconselha a população a ficar em estado de alerta.


FONTE: http://www.campogrande.news.com.br/canais/view/?canal=8&id=314257

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Princípio de incêndio atinge carros da prefeitura; suspeita é de ato criminoso no paço municipal




Três veículos da prefeitura de Campo Grande foram atingidos por um princípio de incêndio na madrugada de hoje, por volta da 1h. Os veículos estavam estacionados no Paço Municipal, localizado na avenida Afonso Pena
Segundo informações do boletim de ocorrência, durante a madrugada, um taxista e o guarda municipal foram surpreendidos pelo fogo nos veículos, um Gol e duas Kombis
Os dois apagaram o fogo e não acionaram o Corpo de Bombeiros. De acordo com a polícia, no local, foi encontrada uma garrafa pet com gasolina, fato que pode indicar que o princípio de incêndio foi criminoso.
Os veículos  não foram incendiados, mas ficaram com a lateral direita com danos devido ao fogo. O Gol e a Kombi 
passarão por uma perícia.
A polícia investiga o caso.

Para prefeitura, fogo em carros foi vandalismo e não houve negligência dos guardas
Para a prefeitura de Campo Grande, o principio de incêndio que atingiu três carros oficiais na madrugada de hoje foi resultado de um ato de vandalismo.
Segundo a assessoria, os veículos, duas Kombis e um Gol, estavam estacionados nas proximidades da rua Barão do Rio Branco. No local, há uma escada que liga o estacionamento até a calçada da rua. Para a prefeitura, alguém ou um grupo entrou no estacionamento pela escada e praticou o ato de vandalismo utilizando um spray ou outro produto inflamável.
A proteção do Paço Municipal, durante a madrugada, é feita por três guardas municipais. Para a prefeitura, não houve negligência dos guardas, já que o ato foi rápido e assim que tomaram conhecimento do ocorrido, os guardas foram apagar o princípio de incêndio.
Segundo o boletim de ocorrência, o fogo foi apagado com a ajuda de um taxista.


 fonte:

Escola de governo lança programa de educação a distância

A Escolagov (Fundação Escola de Governo de Mato Grosso do Sul) vai realizar na próxima segunda-feira (8), às 9h, na sede da instituição, o lançamento do Programa de Educação a Distância. O projeto será iniciado com o curso piloto de “Atendimento ao Cidadão”, cujo período de inscrições vai até o dia 26 de novembro.

O programa pretende ampliar as ações de qualificação e formação da Escolagov beneficiando não só servidores públicos estaduais, como servidores municipais. O projeto reforça o compromisso municipalista da administração estadual que, através da Escola de Governo, passa a atender todos os municípios.

Os cursos devem beneficiar principalmente quem não pode frequentar aulas presenciais, já que é possível participar estando em qualquer lugar com um computador e acesso à internet.

Para o diretor-presidente da Escolagov, Édio de Souza Viegas, a educação a distância vem se tornando uma ferramenta importante na difusão do conhecimento.

Curso Piloto – O curso de “Atendimento ao Cidadão”, o primeiro disponibilizado no programa, foi elaborado pela Enap (Escola Nacional de Administração Pública) e terá início no dia 6 de dezembro.

Seu objetivo é ressaltar a importância do bom atendimento ao cidadão pelos servidores com base nos princípios éticos e legais do serviço público, contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço prestado à população. O curso é gratuito, apresenta carga horária de 20 horas e 100 vagas. 

Inscrições – O servidor interessado em participar do curso, deve acessar o site www.escolagov.ms.br, preencher a ficha de inscrição e enviá-la à instituição pelo e-mail ead@escolagov.ms.gov.br, fax, ou pelos Correios.

A Escolagov fica na rua Pedro Celestino, 437, no centro de Campo Grande. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3321-6100
.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

CONCEITOS SOBRE POLICIAMENTO

POLICIAR significa: vigiar, civilizar, zelar ou cuidar da manutenção da segurança pública.

Note-se que todos os verbos utilizados na definição do termo POLICIAMENTO, possuem uma conotação social, traduzindo-se em um trabalho organizado e ligado diretamente à população para cumprimento de suas funções.

Em momento algum deve do GCM hostilizar os munícipes para cumprimento de suas atribuições, pois o trabalho de policiamento visa garantir a tranqüilidade do cidadão e nunca servir para causar medo e terror nos munícipes, em relação ao GCM para que este passe a ser “respeitado”.

FORMAS DE EFETIVAÇÃO DO POLICIAMENTO

Policiamento ostensivo:

É o policiamento onde são empregados efetivos uniformizados ou fardados, utilizando-se de viaturas devidamente caracterizadas por meio de grafismos apropriados, é o policiamento desenvolvido pelas Guardas Civis Municipais, a ostensividade do policiamento sempre será efetivada pela presença visível do GCM.

Policiamento Preventivo:

É o policiamento elaborado da mesma forma e meios que o policiamento ostensivo, mas com aspecto de presença a fim de evitar o acontecimento de crimes e atos anti-sociais.

Policiamento Velado ou Investigativo:

É o policiamento realizado por policiais e agentes usando de trajes comuns e viaturas descaracterizadas, visando à observação e vigilância de pessoas ou grupos de pessoas, buscando informações e alimentando os inquéritos policiais, é o policiamento executado tipicamente pelas Policias Civis e pela Policia Federal.

PREVALÊNCIA DO ASPECTO PREVENTIVO SOBRE O REPRESSSIVO

Muito embora a Guarda Civil Municipal possa atuar em certas circunstancias de maneira repressiva, a ação da GCM deve essencialmente ser PREVENTIVA, visto que a presença firme e constante de um Guarda Civil Municipal, tem em termos efetivo maior influência no comportamento dos munícipes do que o caráter intimativo e punitivo da própria Lei, a presença preventiva de maneira hábil, atenta e observadora, constitui fator de desestimulo a prática de ilícitos penais e a melhor garantia da respeitabilidade da própria Lei.

Em vista da modalidade ostensiva do policiamento efetuado pela Guarda Civil Municipal os seus agentes devem primar pela ética e pelo profissionalismo, sem esquecer-se de cercar-se de cuidados de segurança pessoal e da equipe que estiver atuando, no próximo artigo entraremos no mérito da questão da SEGURANÇA PESSOAL dos Guardas Civis Municipais quando do atendimento de ocorrência.

 
Inspetor Elvis
São José dos Campos SP

gcmelvis@gmail.com

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Guarda Municipal é acionada para conter tumulto em Posto de Saúde

Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010 11:36
Aline Queiroz e Fernanda França


 Com tumulto controlado, pacientes aguardam atendimento.






A Guarda Municipal foi acionada para conter tumulto ocorrido esta manhã no Posto de Saúde da Vila Almeida, em Campo Grande.

O consultor Denis Carlos Souza Medeiros, 35 anos, afirma que levou o irmão deficiente para ser encaminhado à exame de Raio-X e um atendente “bateu a porta” na cara da mãe, que pedia informação.

“Simplesmente não quis atender”, alega Denis.

Depois da confusão, que na versão do consultor envolveu cerca de cinco pessoas, os funcionários do posto de saúde se trancaram e não atenderam mais pacientes.

A confusão teve início às 10 horas e o atendimento ficou suspenso por menos de trinta minutos.

Cerca de 20 pessoas aguardam atendimento na recepção do posto de saúde, entre elas, uma gestante, de 16 anos.

Acompanhada da mãe, Maria Aparecida Martins Vilela. Ela conta que a filha chegou à unidade de saúde às 10 horas e até 11h20 não havia sido atendida.

Guarda Municipal - Quatro integrantes da Guarda Municipal reforçam a segurança no posto.

Sem se identificar, eles afirmam que foi a família de Denis que começou o tumulto.

Segundo os guardas, o acompanhante de um paciente teria, inclusive, chutado a porta da unidade médica.

Sem atendimento, Denis saiu do posto e garante que registrará boletim de ocorrência contra o funcionário, que, na versão dele, maltratou sua mãe.

Já os guardas destacam que cerca de cinco pessoas foram detidas e encaminhadas a 7ª DP (Delegacia de Polícia).

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

inscrições para a 3ª edição do Curso Prevenção ao Uso Indevido de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias

Prezado Guardião,




Estão abertas até o dia 10 de novembro, as inscrições para a 3ª edição do Curso Prevenção ao Uso Indevido de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias, promovido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas – SENAD, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, em parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI), do Ministério da Justiça. O Curso será executado pela Secretaria de Educação a Distância (SEaD) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
O curso será ofertado na modalidade de Educação a Distância – EaD, com carga horária de 120 horas, durante um período de 03 meses, para 15.000 conselheiros municipais e líderes comunitários de todo o Brasil, com o intuito de fortalecer a atuação em rede para a prevenção da violência e da criminalidade relacionadas ao uso indevido de drogas.
O curso é gratuito e oferece certificado de extensão universitária emitido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Poderão participar Conselheiros atuantes nos Conselhos Municipais de Segurança, Sobre Drogas, Tutelar, Direitos da Criança e do Adolescente, Educação, Saúde, Assistência Social, Conselhos Escolares, Juventude, Idoso e Trabalho, Conselho de Segurança Comunitária e Líderes Comunitários atuantes em ações de prevenção ao uso de álcool e outras drogas.
O conteúdo do curso foi elaborado por especialistas da área e reúne informações atualizadas sobre: classificação das drogas e seus efeitos, padrões de consumo de drogas, tratamento, redução de danos, prevenção ao uso de drogas, legislações e políticas públicas correlatas à questão do uso de drogas, dentre outros assuntos.

Para obter mais informações e realizar sua inscrição, acesse o portal:
www.conselheiros.senad.gov.br

Após o processo de triagem dos inscritos, os alunos selecionados receberão uma mensagem eletrônica da Universidade solicitando que eles efetivem a sua matrícula e comunicando outras orientações sobre o curso.

Atenção: Se você já efetuou sua inscrição para este curso, ignore este email.



Universidade Federal de Santa Catarina
Ministério da Justiça
Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas 

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Inscrições Fies 2011

Fies não precisa mais de fiador!


Como era previsto, o Fies não precisa mais de fiador. Há alguns meses atrás já havia sido anunciado pelo Ministro da Educação, Fernando Haddad, que em breve a exigência de fiador para conseguir o Financiamento Estudantil Fies seria extinta. Em 8 de setembro foi publicada uma medida provisória que prevê a criação de um fundo de reserva para as instituições, caindo por terra a necessidade de um fiador para obter o Fies.
A criação do Fundo Garantidor de Crédito vai permitir que o Fies seja financiado pelo fundo, e não por um fiador “pessoa física”, funcionará da seguinte maneira: para cada título emitido pelo Fies a favor da instituição de ensino será destinada uma parcela para a reserva. A regulamentação deve sair ainda no mês de setembro e as novas regras valem ainda para o ano de 2010. Só após a publicação das normas poderemos saber como aderir ao Fies sem precisar de fiador. As inscrições para o Fies podem ser feitas no portal sisfiesportal.mec.gov.br.
Apesar do Ministério da Educação anunciar o fim do fiador para o Fies, a presença do fiador ainda continuará existindo, isso porque a adesão ao novo sistema onde não é mais necessário o fiador vai depender de cada instituição de ensino, já que o fundo garantidor será formado por recursos não só do Governo mas também das próprias instituições. Ainda assim a expectativa é que a maioria das faculdades e universidades deem mais essa opção ao estudante.

ALERTA !!!! Adolescentes são recrutados em Campo Grande para formação do PCC Mirim

“Infelizmente é modismo entrar para uma gangue ou fazer parte do PCC Mirim em Campo Grande”. A afirmação é de um policial que trabalha no serviço reservado de um batalhão da Polícia Militar. A confirmação vem com o número de ocorrências atendidas envolvendo menores ordenados por maiores e até mesmo como mentores de crimes.
A polícia chegou à conclusão que a droga é o grande gargalo a ser combatido, pois ela acaba facilitando o recrutamento dos menores para servir ao PCC, como membros mirins. Entre os principais delitos envolvendo estas crianças, além de vandalismo em grupos organizados em gangues, estão os seqüestros e cárceres privados de famílias em suas residências para roubo de objetos de valor, com visão especial em veículos para venda nos países vizinhos.
“Normalmente os menores agem com maiores. Eles ficam na residência mantendo a família sob mira de arma até que os maiores retirem o veículo da cidade. A organização é tanta que os cúmplices nem se conhecem, apenas na hora de cometer o crime, pois se alguém for pego não terá como delatar”, diz o policial.
Dívida dos pais
Ainda de acordo com o policial, alguns membros mirins do PCC são recrutados pelo corregedor do "partido", como é denominado o PCC, para pagar dívida de vício de pai que está preso. Este corregedor é sempre um maior de idade que vem de outro estado para organizar a facção criminosa fora da cadeia, tanto para bandidos acima de 18 anos quanto menores.
O número de menores comandando bocas de fumo também tem aumentado, não porque são realmente os donos do ponto ou da droga, mas porque acabam chamando para si este compromisso. A força da lei contra ele é considerada “mais branda”. Segundo a polícia, na região Sul da Capital é onde estão os maiores carregamentos de entorpecentes que chegam via Sidrolandia.
Depois é feito um trabalho formiguinha para levar porções menores para outros bairros e abastecer as bocas de fumo.
Mesmo considerados crianças, estes menores acabam cometendo os mesmos crimes que os maiores como, por exemplo, sequestros relâmpagos e morte, seja ela encomendada ou mesmo por despreparo no manuseio de armas.
Aluguel das armas
Como organizador da facção, o corregedor tem há algum tempo outra função: alugar armas para que membros, mirins ou não, cometam os delitos. Esta foi uma maneira encontrada para que o partido não tenha tantos prejuízos com a perda de armas, principalmente sob a cautela de crianças marginalizadas e que, portanto, ainda agem por impulso e acabam caindo nas garras da polícia.
Gangues envolvidas
Campo Grande tem, ao menos, cinco gangues organizadas. Elas são formadas principalmente por menores de idade e normalmente estão sob o comando de adultos que cresceram no ambiente marginal. Nelas também há registros de crianças recrutadas pelo PCC. Até agora, a polícia identificou como mais forte a Conexão Jamaica, pois surgiu no bairro Mata do Jacinto e já se alastrou em pelo menos seis setores.
Os integrantes da Conexão Jamaica são tão organizados que possuem até camiseta e boné que os identificam. Outro “artigo de luxo” dos maloqueiros (termo utilizado entre eles) é a composição de um rap exclusivo para ser cantado por seus integrantes.
Deaji tem conhecimento e planejamento
A delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude tem conhecimento sobre o PCC Mirim na Capital. A delegada titular Maria de Lourdes Souza Cano, porém, garante que é um número reduzido de menores envolvidos. Ela afirma desconhecer o fato de que pais dependentes químicos que estão presos estariam utilizando os filhos para quitar dívidas com o PCC.

Não existe uma situação corriqueira, onde menores praticam delitos para acobertar maiores. “Menor de idade não é uma fonte segura. Ele delata muito fácil o que faz, por isto não são os preferidos dos presos”, diz a delegada.
Ainda de acordo com Maria de Lourdes Cano, já existe um trabalho bastante seguro de monitoramente de menores infratores em Campo Grande, inclusive com identificação de todos os líderes de gangues ou “facções”. “Temos fotos e filmagens feitas pelo setor de inteligência da Polícia Civil e dos investigadores da Deaij. Temos até investigadores infiltrados”, revela.

Publicado no midia max news:
Eliane Souza
http://www.midiamax.com/view.php?mat_id=726823