domingo, 12 de setembro de 2010

Momento de Reflexão

“Sem dúvida. Os benfeitores espirituais são unânimes em asseverar que toda renovação do espírito, em qualquer circunstância, começa na força mental. O pensamento é a força criadora nas menores manifestações.” Chico Xavier


É indubitável o poder que o pensamento possui sobre nosso cotidiano. O que pensamos define o tipo de companhia que possuímos. Mas pensar é um ato de correção moral, ferramenta poderosíssima na marcha evolutiva. Pensar nossos atos e palavras nos coloca em condição de convívio pacífico com o próximo. Grifo

Geralmente, na busca de soluções para os problemas, imaginamos que somente grandes feitos poderão ter um resultado eficiente.

Quando olhamos uma imensa montanha, por exemplo, concluímos que muito trabalho foi preciso para que ela tomasse as dimensões que possui, mas nos esquecemos de que ela é formada de pequenos grãos de areia.

Olhando o mundo sob esse ponto de vista, e fazendo a parte que nos cabe, em pouco tempo teríamos um mundo melhor.

Mas se pensarmos que somos incapazes de mudar o mundo, o mundo permanecerá como está por muito tempo.

Todos nós temos valores íntimos a explorar. Todos nós temos condições de contribuir com uma parcela para a melhoria do mundo em que vivemos.

Como podemos perceber, um palito de fósforo aceso, é capaz de derrotar as trevas.

Pode ser uma pequena chama, mas a sua claridade é percebida à grande distância.

Jesus falou das possibilidades individuais de cada um com a recomendação: "brilhe a vossa luz."

Assim, quando a situação se apresentar nublada em derredor, podemos acender a nossa pequena chama e romper com a escuridão.

Não importa a situação em que estamos colocados, sempre poderemos fazer algo de bom em benefício de todos.

 Cada indivíduo é uma engrenagem inteligente agindo no contexto da máquina social.

E esta “máquina social” somente funcionará em harmonia e atingirá seus objetivos se todas as peças cumprirem a parte que lhes cabe.

Você esta fazendo a sua parte Guardião?



Postar um comentário