quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

# Avanço Lei 13022 - Prefeito empossou o novo comandante da GCM e entregou certificados de curso de trânsito a guardas

Lourenço Gaidarji - Comandante da GMCG.

O prefeito Gilmar Olarte participou ontem (17) da entrega de certificado a 50 guardas que fizeram o curso de agente fiscal de trânsito, uma parceria para reforçar a atuação no trânsito da cidade. Com essa diplomação, agora são 82 guardas que podem atuar na fiscalização do trânsito. Até o final de fevereiro, mais 50 guardas devem ser diplomados. Também durante o evento, realizado no Parque Ayton Senna, o prefeito empossou o novo comandante da Guarda Municipal, o policial federal aposentado Lourenço Gaidarji.

O curso de capacitação dos guardas dura 136 horas/aula e está sendo viabilizado numa parceria da Prefeitura e o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito). Por enquanto, os guardas municipais habilitados para fazerem a fiscalização farão trabalho prático nas ruas ao lado de agentes de trânsito.
Fiscalização do trânsito agora reforçada

“Este trabalho é essencial para a nossa Capital, pois o trânsito já é um problema de saúde pública. Colocaremos os guardas, inicialmente em 32 pontos considerados críticos, onde acontecem muitos acidentes. A presença deles intimidará os motoristas que queiram fazer alguma infração”, frisou o prefeito Gilmar Olarte.

O secretário municipal de Segurança Pública, Valério Azambuja, também ressaltou a importância do trabalho que farão a partir de agora. “Hoje, o contingente de agentes de trânsito é pequeno. Agora, vamos auxiliar para que diminuam os acidentes que fazem muitas vítimas em nossa cidade”, pontuou.

Prefeito anuncia investimentos e armamento para Guarda Municipal em 2015

No início de 2015, será repassado para a recém criada Secretaria Municipal de Segurança Pública R$ 1 milhão, oriundo do Ministério da Justiça, para investimentos. Além do recurso financeiro, também serão liberados 21 veículos e 19 motos pela Polícia Federal à secretaria, para que sejam usadas nas rondas da Guarda Municipal.
GCM sendo instruída para a excelência, com técnicas e tecnologias avançadas.

Até o final de março, 200 guardas já deverão estar aptos a portarem armas. Atualmente, eles estão sendo preparados, pois para terem o porte eles necessitam de, no mínimo, 476 horas/aula de curso com matéria de segurança pública. Após essa capacitação, eles serão submetidos a uma avaliação psicológica e também ganharão um certificado da Polícia Militar. “São muitos critérios até serem armados, é bastante rigoroso”, afirmou Azambuja. O comandante da guarda disse que 30% dos guardas agentes de trânsito terão porte de arma.

Fonte: PMCG

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Guarda Municipal tem mais um policial federal no comando


A Guarda Municipal de Campo Grande tem um novo comandante, Lourenço Gaidarji da Costa, porém com a mesma ocupação do antigo e agora titular da secretaria municipal de segurança pública, Valério Azambuja.

“É um policial federal competente”, disse o prefeito Gilmar Olarte (PP), sobre o novo chefe da Guarda Municipal.

Lourenço, a exemplo de Valério, também é um policial federal aposentado, que já foi instrutor de agentes federais na academia da corporação, em Brasília (DF). Sua nomeação foi publicada hoje (10) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande). 

Fonte: Midia Max

Portaria para o Curso de Aperfeiçoamento da Guarda Civil Municipal

PORTARIA “PE” CGSP/SEGOV n. 455, DE 08 DE DEZEMBRO DE 2014.
 

                VALÉRIO AZAMBUJA, Coordenador- Geral de Segurança Pública de Campo Grande, Capital do Estado de Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições legais:
 

                Determina que os critérios para o Curso de Aperfeiçoamento da Guarda Civil Municipal, sejam todos objetivos, e que será necessário atender aos seguintes requisitos:
                A)Possuir carga horaria mínima exigida pela Secretaria Nacional de Segurança Publica – SENASP;
                B)Não estar respondendo a procedimento administrativo junto a Unidade de Correição nos últimos 180 dias;
                C)Estar efetivado no cargo até a presente data. Os servidores que já cumpriram todos os requisitos do Estágio Probatório e estejam aguardando somente o trâmite administrativo, será considerado apto para realização do referido curso;
                D)O referido curso terá carga horária de 60 (sessenta) horas e será acrescido ao montante da carga horária comprovada pelo servidor.
 

CAMPO GRANDE-MS, 08 DE DEZEMBRO DE 2014.
 

VALÉRIO AZAMBUJA
Coordenador-Geral de Segurança Pública
Comandante da Guarda Municipal



Pagina 11 no Diogrande.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Prefeitura colocará 130 guardas municipais para atuar no trânsito de Campo Grande



A Prefeitura de Campo Grande vai colocar 130 homens da Guarda Municipal para atuarem no trânsito da cidade. A medida foi anunciada na tarde desta segunda-feira (8) pelo prefeito, Gilmar Olarte, que assinou a criação da Semsp (Secretaria Municipal de Segurança Pública).

Segundo Olarte, este pessoal vai atuar em 32 “pontos críticos” da cidade. O secretário da Semsp, Valério Azambuja, completou que o efetivo deverá estar treinado até fevereiro próximo – inicialmente, 80 homens que passam por capacitação começarão no serviço de apoio.

As fontes oficiais também disseram que este efetivo da Guarda Municipal terá uniformização diferenciada em relação aos colegas. Eles vão atuar em apoio aos ‘amarelinhos’ da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) e ao pessoal do BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito), da Polícia Militar.

Por enquanto, a nova Semsp funcionará sem sede própria, junto à Guarda Municipal, e terá como secretário Valério Azambuja – até então comandante da Guarda. Os servidores da extinta Coordenadoria de Segurança Pública serão remanejados – para a pasta nova ou para outros setores da administração municipal. O novo comandante da Guarda será Lourenço Gaidarji.

Olarte ressaltou que o efetivo de 130 guardas municipais não vão substituir, mas trabalhar em apoio ao pessoal do trânsito. Poderão, inclusive, aplicar multa a infratores.

Além do trabalho na área de trânsito, guardas municipais deverão reforçar a segurança ostensiva em Campo Grande. O prefeito diz que há identificação de alguns pontos de usuários de drogas, por exemplo, que passarão a ser monitorados pela Guarda Municipal.
Fonte: Midia Max
Autor:Waldemar Gonçalves e Yarima Mecchi
Foto: Luiz Alberto 

Prefeito empossa secretário municipal de Segurança Pública e diretora-presidente da Agetran



O prefeito Gilmar Olarte em cerimônia realizada no auditório do IMPCG empossou na tarde desta segunda-feira (8), o secretário Municipal de Segurança Pública, Valério Azambuja e a diretora-presidente da Agência Municipal de Trânsito, Elizabeth Félix da Silva Carvalho.
 

As principais diretrizes da Secretaria Municipal de Segurança Pública (Semsp) será a elaboração de políticas pública de segurança pública; Proteção dos munícipes; Efetivação e a consolidação da política nacional antidrogas; Proteção do patrimônio público; e zelar pelos bens, serviços e instalações municipais, por meio da Guarda Municipal.
 

Ao assinar o termo de posse o secretário Municipal de Segurança Pública, Valério Azambuja agradeceu às autoridades civis e militares que prestigiaram o evento e ressaltou que a Guarda Municipal já está com novas atribuições de auxiliar as atividades do trânsito, sempre apoiando os agentes e os policiais do Trânsito. “Assumimos a secretaria com o objetivo de ser parceiro com todas as forças para combater a criminalidade”.
 

Também empossada, a diretora-presidente da Agetran, Beth Félix disse que assume a pasta, com a missão de fazer uma gestão respeitando o próximo com seu conhecimento técnico e administrativo de mais de 25 anos de trabalho no trânsito. “A sinalização, fiscalização e educação possuem conceitos diferentes, mas devem estar sempre interligados. Tenho certeza que junto com a equipe de trabalho, hoje, formada na Agetran, vamos continuar com o trabalho sério e competente de forma a oferecer aos campo-grandenses um trânsito seguro, moderno e de qualidade”.
 

Para o prefeito Gilmar Olarte não se faz segurança pública sem integração e reforçou que “Unindo todas as forças temos êxitos em nossos trabalhos. Agradeço aos vereadores que aprovaram por unanimidade a Secretaria Municipal de Segurança Pública e todos que ajudaram a criar a secretaria. Esta secretaria vai atuar na prevenção contra as drogas com um trabalho ostensivo. Outra função da secretaria que, por meio, da Guarda Municipal atuará em 32 pontos do trânsito onde acontecem mais acidentes e que nos últimos anos tem lotado as enfermarias dos hospitais do trauma e ainda as vidas foram perdidas”.
 

De acordo com o prefeito medidas para o trânsito estão sendo tomadas que é sinalização da avenida Mato Grosso com avenida Nely Martins com a instalação de semáforos. “Com este trabalho vamos melhorar o fluxo de veículos em mais de 80%. Também vamos promover intervenção na rotatória da Gury Marques com avenida Interlagos para dar mais fluidez ao trânsito. Campo Grande está com o asfalto velho e não adianta mais ficar tapando os buracos e remendando. Juntamente com nossa equipe de trabalho no próximo ano pretendemos recapear pelo menos 80 km de ruas de nossa Capital”, finalizou o prefeito.
 

O evento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Mário César; do líder do prefeito Edil Afonso Albuquerque; vereador Edson Shimabukuro; vereador licenciado e secretário de Saúde, Dr. Jamal Salém; inspetor da PRF Cícero Ferreira; secretário de Obras Valtemir de Brito; diretora-presidente da Fundação de Cultura, Juliana Zorzo; secretária da Juventude, Marineuza de Jesus Nascimento; diretor-presidente da Fundação Municipal de Esportes, José Eduardo Amâncio da Motta; diretor-presidente da Fundação Social do Trabalho, Cícero Ávila e ouvidor geral da Prefeitura, Eduardo Hadad e autoridades Militares.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Batalhão da Guarda Municipal começa hoje atuação no trânsito da Capital


 
 
A prefeitura de Campo Grande, por meio da GCM (Guarda Civil Municipal), lançou na manhã desta quinta-feira (4) o trabalho pratico em estágio dos guardas municipais para atuarem em ações preventivas no trânsito das vias da Capital. O prefeito Gilmar Olarte, acompanhado dos comandantes da GM, Valério Azambuja, e, da Bptran-MS (Batalhão da Polícia de Trânsito da PM-MS) homologou a parceria com a PM-MS, Detran-MS e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) para a atuação do grupo especial da GM, inicialmente formado por 80 agentes, a partir desta semana. A função do grupo é colocar em pratica, mais uma etapa de atuação da Guarda Municipal, para ampliar e bem servir a população em geral, bem como no caminho da criação e efetivação da Secretaria Municipal de Segurança Pública (SMSP), na Capital, disse o chefe do executivo, na cerimônia que ocorreu no Horto Florestal, abrindo a segunda fase da parceria que iniciou com a formação teórica pelo Detran-MS dos GMs para atuarem como agentes de trânsito.
O prefeito enfatizou aos guardas-agentes de trânsito, os objetivos a serem cumpridos e como atuar no trabalho diário para dar benefício e ter o reconhecimento da sociedade da nova Secretaria. “Estamos trabalhando para colocar em pratica cargos ou funções para ajudar a população, com capacitação técnicas dos agentes, que é o cerne da pratica na rua. Este é mais um passo, conquistando degrau por degrau para colocar a GM e SMSP para trabalhar a favor das Forças de Segurança constituídas e a população. E para termos reconhecimento efetivo na pratica no atendimento ao cidadão, o objetivo principal deste batalhão é educar, transformar a pessoa na besteira que possa estar cometendo no trânsito, sem humilhar, constranger as pessoas. Olhar a todo cidadão como grande autoridade, para acima de tudo não abusar do serviço, do poder, que pode transparecer com a nova patente, cargo. E acima de tudo contribuir com o segmento social e da segurança que clama por novas e mais medidas”, disse Olarte.

Olarte lembrou ainda, que colocando os objetivos “bem às claras”, quer mostrar e exaltar que a GM e este trabalho especifico, está sendo feito em quatro pilares para fixar a nova ação da Prefeitura na área, que é por Lei, de atuação do Governo do Estado. “A GM está sendo forjada, e a cada trabalho, como o fato maior da efetivação da Secretaria, na qualidade de formações, na estratégia, planejamento e sabedoria, para conseguir êxito grande que almejamos em curto prazo e para o futuro, sendo amanhã aplaudidos por onde passarmos, com o trabalho integrado com todas as Forças de Segurança, institucional, com a Guarda Civil Municipal”, declarou.

O comandante da GM pontuou como será o trabalho inicial a ser desempenhado no dia-a-dia, ressaltando que o aprendizado além da pratica na rua, será com “professores” de larga experiência. “Está é a segunda fase de nossa formação, que vai a aplicação do teórico, ao conhecimento pratico, onde cada guarda estará na rua, sendo supervisionado, acompanhado por aqueles, que estão há anos nas ruas, os agentes da Bptran e Agetran. Faremos um estágio, aprendizado na pratica, almejando um bom serviço individual, no futuro, a população no quesito do trânsito. A teoria e pratica, serão acompanhadas da observação e aplicação da Lei, mas também do bom senso, no trabalho diário. A parceria entre GM e as Policias, vai proporcionar mais segurança a população”, avaliou Valério Azambuja.

Como começou, mais agentes em 2015 e resultados
O prefeito Gilmar Olarte, ao lado do Azambuja e do diretor geral do Detran, Carlos Henrique Santos Pereira, participou no dia 10 de novembro de solenidade do curso. Na ocasião, ele reafirmou seu compromisso de valorizar e ampliar as atribuições da corporação. “Estivemos com a secretária nacional de Segurança, Regina Miki, no Ministério da Justiça, que nos garantiu em torno de R$ 1 milhão para investimento na estruturação da guarda que, junto com a vigilância patrimonial do município, vai ter atuações suplementares, como esta no trânsito”, disse.

No mês passado, os 80 guardas municipais participaram do curso de capacitação que os habilitou a atuar como agentes de trânsito de forma coordenada e integrada com a Agetran e o Batalhão de Trânsito da PM. O curso de 136 horas/aula está sendo viabilizado numa parceria da Prefeitura e o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito). Para março, está programada a terceira e última etapa da capacitação com mais 50 guardas que se juntarão aos 80 já treinados no primeiro curso realizado. Quando todos estiveram treinados serão 130 guardas preparados para atuar no trânsito, reforçando a estrutura atual é de 59 agentes da Agetran. “São no mínimo 32 pontos na Capital com muitos acidentes e mapeamos e com este novo trabalho, vamos fiscalizar e acima de tudo atuar na prevenção, para diminuir os numeros”, apontou o prefeito.

Para o comandante Joenildo, da Bptran, a chegada de mais ajuda, se soma no combate ao crime que está cada vez mais organizado e as realidades, como o trânsito, que necessitam de reforço. “O crime está organizado e a nossa segurança também deve estar e queremos ou devemos estar um passo a frente. Além de vermos a questão deste nosso trânsito, onde os veículos foram feitos para transportar pessoas e não para tirar as vidas. Mas estamos invertendo está lógica. Foram 85 pessoas que morreram este ano, até hoje. É preciso fazer mais a cada dia e melhor, para educar e conscientizar as pessoas. E com a soma da Guarda, são novos batalhadores por um trânsito mais humano e pelo fim da violência, onde o mais importante do que aplicar a infração é educar o cidadão e fazer a cidadania acontecer”, disse o chefe da Bptran.

“Estamos alcançando nossos objetivos em capacitar na teoria, reinar na pratica e trabalhar diariamente em cada área da Segurança, para resolvermos várias questões, como a criminal, mas também do transito, que por consequência lota os hospitais, prejudica o trabalho e a família, além de ceifar as vidas”, finalizou o prefeito.


 

Fonte/Autor: Lúcio Borges - MTE/MS 171/04

sábado, 25 de outubro de 2014

Dupla é presa acusada de fazer pichações para propagar no WhatsApp

GM prende suspeitos de integrarem grupo que organiza pichação por Whatsapp



A Guarda Municipal da Capital deteve, na madrugada deste sábado (25) dois homens acusados de integrarem um grupo de pichadores que se organiza e depois divulga as pichações pelas redes sociais e pelo aplicativo Whatsapp.

A base da Guarda, que fica na antiga rodoviária, região central de Campo Grande, por volta das 5h da manhã de hoje, avistou um grupo de pelo menos cinco pichadores em ação no local. Três conseguiram fugir.

Luiz Felipe da Silva Pimenta, 23, e Matheus Arruada de Oliveira Alves, 20, foram detidos pelos agentes. Com eles a Guarda apreendeu também materiais utilizados para a prática do delito, como latas de tintas, spray's, rolos e fitas métricas.

De acordo com o comandante da guarnição que efetuou a detenção, Adan Clei, os detidos integram uma organização chamada “Picha Brasil”, que se organiza, planeja pichações e depois divulga o resultado em vídeos e fotos compartilhados nas redes sociais e em aplicativos de celular.

Segundo a Guarda Municipal, um dos detidos, Luiz Felipe, é o suspeito de ser o autor das pichações conhecidas como “símbolo do charada”, personagem inimigo do Batman, que nos cinemas foi interpretado pelo ator norte-americano Jim Carrey.

Está é a quinta vez que o suspeito é preso pelo mesmo motivo. Matheus foi detido neste sábado pela segunda vez por pichação. A dupla foi encaminhada para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

CURSO BÁSICO DE OPERAÇÕES DE CONTROLE DE DISTÚRBIOS CIVIS

clique na imagem para ler.

#Prevenção - Botão do pânico poderá ser acionado pelo celular em Campo Grande

Foto: Casimiro Silva

Em breve, a Prefeitura de Campo Grande, juntamente com a rede de proteção da mulher apresentará o protótipo do aplicativo do “botão do pânico”, que será ativado a fim de resguardar a integridade física das mulheres que sofrem ameaças e estão em situação de medidas protetivas. O projeto do aplicativo foi apresentado nesta manhã (20), em reunião ocorrida no gabinete do prefeito Gilmar Olarte, que contou com a presença de representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, Delegacia da Mulher, Justiça Federal, Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres. Será criado um protocolo de sugestões que irá embasar o projeto que, no primeiro momento, será testado em cerca de 200 mulheres. O protótipo do aplicativo será apresentado no dia 7 de novembro, durante o VI Fonavid (Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), que será realizado na Capital.

O mecanismo irá funcionar por meio de aplicativo instalado em smartphones que utilizem a tecnologia Android ou IOS. Ao acionar o botão, o sinal irá direto para o órgão competente e dará a exata localização da vítima, por meio de GPS. Diferente do aparelho que hoje é testado em duas cidades brasileiras, que fica preso à cintura da mulher, o aplicativo que está sendo desenvolvido em Campo Grande será de fácil manuseio, uma vez que hoje quase a maioria dos cidadãos faz uso do celular. Apesar do aplicativo ser desenvolvido por uma empresa particular, o código fonte será de posse da rede de proteção, o que significa que poderá ser levado para qualquer outra empresa, caso haja rompimento do contrato com a que estará em vigência.

Para o prefeito Gilmar Olarte, a ferramenta irá contribuir significativamente para proteger as mulheres vítimas de violência. “Estamos focados e os resultados que colhemos em apenas sete meses nos dá a certeza de que estamos no caminho certo. A equipe da Secretaria da Mulher tem atendido ao nosso plano de governo e buscado parcerias que fortalecerão e muito a rede de proteção em favor da mulher. Esse aplicativo, além de ser uma novidade a nível nacional, está sendo pensado de maneira que garanta também a economicidade para o poder público. Estamos definindo os mecanismos para colocar em prática esse aplicativo e discutindo de maneira séria quais as medidas mais assertivas neste sentido”, assegurou Olarte.

O apoio do efetivo da Guarda Municipal foi discutido na reunião. A aprovação, pela Câmara Municipal, da criação da Secretaria Municipal de Segurança irá permitir o treinamento dos guardar municipais para o atendimento imediato às vítimas que acionarem o botão do pânico. “A abordagem ao agressor tem de ser feita de maneira diferente da abordagem feita aos autores de outros tipos de delitos, já que em muitos casos esses agressores estarão alcoolizados ou sob efeito de entorpecentes. Acredito que o apoio da Guarda Municipal será essencial e o treinamento voltado para esta finalidade vai garantir a segurança dessas mulheres e a efetividade da medida protetiva”, explica a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), delegada Rosely Molina.

O juiz Odilon de Oliveira, que participou da reunião de hoje, aprova a criação do aplicativo e assegurou apoio da Justiça Federal ao Município no sentido de tornar efetivas essas ações. “Acredito que essa ferramenta seja fundamental para a população. Todas as instâncias de poder, seja federal, estadual ou municipal, precisam intervir. Claro, que respeitando os níveis de competência e atuação de cada um. O importante é que cada órgão envolvido nessa rede de proteção se comprometa com suas responsabilidades e se esforce para cumprir o que foi estabelecido. Acompanho a preocupação real do prefeito Gilmar Olarte que está apontando soluções para a questão da segurança na Capital e que, a partir da criação da Secretaria Municipal de Segurança, vai garantir que o município não continue omisso diante desta questão. Além disso, a criação da Secretaria vai ajudar na captação de recursos junto ao Governo Federal para suas ações e vejo que irá contribuir significativamente nesta luta contra a violência doméstica”, enfatizou o juiz.

Objetivo

A Lei Municipal foi aprovada em fevereiro deste ano e dispõe sobre a implantação em Campo Grande do dispositivo denominado "botão do pânico" que, ao ser acionado, dispara informações para a Central Integrada de Operações e Monitoramento (CIOM), com a localização exata da vítima, para que um carro da Guarda Municipal ou do policiamento militar seja enviado ao local. Para garantir agilidade no atendimento ao pedido de proteção, a administração municipal poderá disponibilizar viaturas da Guarda durante as 24 horas do dia.

A reunião contou com a participação da secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Liz Derzi; do promotor da Vara da Mulher, Fernando Esgaib; da Defensora Pública Graziele Ocariz; do comandante da Guarda Municipal, Valério Azambuja; da secretária municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Katia Castilho e do representante da Coordenadoria Estadual de Violência Doméstica, vinculada ao Tribunal de Justiça, Wilmar Nery da Silva.

Guarda Municipal recupera veiculo através da plataforma SINESP CIDADÃO

Uma universitária de 21 anos foi vítima de sequestro relâmpago no início da noite de terça-feira (21), por volta das 19 horas, em frente de uma faculdade localizada na Rua Amando de Oliveira, no Bairro Amambai, região central de Campo Grande. A jovem disse que viveu um “filme de terror”. Ela foi refém por três horas. 

A jovem afirmou que estava no veículo Onix à espera do professor, quando foi abordada por um homem armado. A princípio o suspeito disse: “ calma, não desça do carro e se não reagir, não vou fazer mal pra você. Quero somente o carro!”, e em seguida, sentou-se no banco do carona.

A vítima chegou a passar por lombadas eletrônicas por conta da pressão do criminoso. O suspeito a mandou seguir na direção da saída de Sidrolândia e a deixou amarrada em uma cerca no lixão, região sudoeste de Campo Grande.

Na madrugada de hoje às 2h40 desta quarta-feira (22), o moto patrulhamento da Guarda Municipal em rondas pela Avenida Gury Marques, encontrou o carro da vítima abandonado em frente da rodoviária, com a chave no assoalho. Do automóvel, foi levado material de cosmético para revenda, a bolsa dela com todos os documentos e material escolar.
                 Foto: Guarda Municipal

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mensagem 10 de Outubro dia Nacional das Guardas Municipais

Amanhã senhores é o nosso dia, Dia Nacional das Guardas Municipais, data que na nossa historia não é a toa, pois foi no dia 10 de outubro de 1831 o então império brasileiro decretou a reconstituição dos "Corpos Permanentes das Guardas Municipais". Porém antes disso no dia 08 de outubro de 1831 tinha-se registrado o primeiro assassinato de um GCM na historia desse país mostrando que a GCM sempre fez parte do histórico de nossa nação, porem sempre passando por diversos altos e baixos ao longo da historia brasileira. Cabe lembrar que nossos antepassados azul marinho inclusive lutaram na guerra do Paraguai.

Hoje vivemos o momento que as GCM estão em boom positivo e temos que aproveitar esta onda para elevar todas as GCM do Brasil mostrando que esta é a policia municipal preventiva e cidadã que esta cada vez mais pronta para ser parceira, protetora e amiga da nossa sociedade. 

Parabéns a todos nós Guardas Civis Municipais!!!!

Autor: Alan Braga / GCM de Salvador - BA,
Diretor da Associação dos Guardas Municipais da Região Metropolitana de Salvador,
Secretario do Conselho Deliberativo da Federação Baiana das Associações dos Guardas Municipais - FEBAGUAM e Delegado Regional do Conselho Nacional das Guardas Municipais.

Entrevista do novo comandante da Guarda Municipal, Valério Azambuja.

Mensagem do GM Bonfim a todos Guardas Municipais.

video

Mensagem alusiva ao Dia Nacional do Guarda Municipal.
Video: GM Uedei

Prefeito encaminha projeto da criação de Secretaria de Segurança Pública e participa de homenagem à Guarda Municipal

Foto:Marlon Ganassin 


Ao encaminhar nesta quinta-feira (9) à Câmara o projeto que transforma a Coordenadoria Municipal de Segurança Pública em Secretaria Municipal de Segurança Pública, o prefeito Gilmar Olarte sustentou que o poder público não pode avaliar como “despesa”, mas como “investimento” os recursos destinados à segurança que, junto com a saúde, representam os maiores clamores da sociedade

“Peço o apoio dos vereadores porque esta é uma iniciativa [a criação da Secretaria] que vai criar instrumentos ao município para captação de recursos que garantam maior proteção ao patrimônio público e ao cidadão “, destacou o prefeito que se reuniu com os vereadores e, depois, participou da sessão alusiva ao Dia Nacional do Guarda Municipal, celebrado em 10 de outubro, mas foi antecipada para esta quinta-feira pelo Legislativo. No mesmo ato, foi dada posse ao novo comandante da Guarda Municipal, Valério Azambuja.

Na conversa que teve com os vereadores no gabinete do presidente da Câmara, Mário Cesar, o prefeito, acompanhados dos secretários, apresentou o projeto de criação da Secretaria que terá na sua órbita de atuação, a Defesa Civil e a Agência Municipal de Transporte e Trânsito hoje vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação. Olarte garantiu que a proposta preserva a autonomia financeira e administrativa da Agetran.

O prefeito deixou claro que os vereadores terão ampla liberdade para promover mudança de aperfeiçoamento do projeto. “Estamos abertos a um debate franco e amplo. Não temos a pretensão de ter elaborado uma proposta pronta e acabada”, destacou o prefeito. Ele sustenta que a nova secretaria não resultará em aumentos de gastos porque haverá o aproveitamento da mesma estrutura de funcionários (25 cargos em comissão) da Coordenadoria Municipal de Segurança Pública. “Levamos o projeto para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, que nos garantiu recursos em torno de R$ 800 mil para investir no reforço da estrutura da Guarda Municipal”, disse.

O juiz federal Odilon Oliveira, que também esteve na Câmara, elogiou a iniciativa do prefeito de criação da secretaria porque, a seu ver, “a responsabilidade pela segurança tem de ser compartilhada por União, Estados e Municípios”. O magistrado assegura que a Justiça Federal pode contribuir na estruturação da futura pasta, cedendo para a nova estrutura veículos e mobiliários apreendidos com traficantes.

Com a sanção da lei 13.022 pela presidente Dilma Roussef, as guardas municipais passaram a ter novas atribuições, deixando a condição de polícia administrativa, atuando basicamente na vigilância patrimonial municipal, para a de polícia preventiva no nível primário. 


Fonte: Facebook


Atualmente, a GM conta com efetivo de 1.350 profissionais e têm a missão de zelar e proteger o patrimônio público, bens e serviços do município de Campo Grande, salvaguardando a vida e o meio ambiente.

Fonte/Autor: Flávio Paes


quarta-feira, 8 de outubro de 2014

MOBILIZAÇÃO DE TODOS!!!

Bom dia nobres guardas municipais!!!

Convido a todos para estarem na camara municipal dia 09 quinta feira as 09:00 horas.

ASSUNTO:
Entrega do projeto de criação da Secretaria de Segurança Pública e alteração da lei orgânica conforme estatuto geral das Guardas Municipais.
Presença do nosso Coordenador Geral de Segurança Pública, Del Federal Valério Azambuja e do nosso companheiro GM Bonfim que fará o uso da palavra.
Importantíssimo a participação de todos.....
Vamos apoiar a proposta do executivo companheiros pois chegou a nossa hora de fazer história.
Visitei Ponta Porã recentemente e vi o quanto foi feito para os nosso companheiros guarda municipais de lá.
Att,

Montanha.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Conheça a Guarda Municipal de Campo Grande MS

video

A Guarda Municipal iniciou seus trabalhos de Guardiã dos munícipes da Capital e do patrimônio público no dia 10 de agosto de 1990. Atualmente o efetivo é composto de 1.350 homens e mulheres.

Logo que assumiu a Prefeitura de Campo Grande, o prefeito Gilmar Olarte foi à Brasília em busca de recursos para a Guarda Municipal, ele pretende investir ao longo de seu mandado mais de R$4,5 milhões para equipar e dar cursos de formação para os Guardas. “Estamos trabalhando para que nossos Guardas façam a diferença e cuidem bem de nossa população. Minha intenção é criar a Secretaria Municipal de Segurança. Para isso, já conversei com o presidente da Câmara e nos próximos meses, esta vai ser mais uma realidade em nossa administração que valoriza todos os servidores. Agradeço aos Guardiões da Cidade. Todos os anos vamos ter está festa azul, no mês de aniversário da Guarda”.


Guarda Municipal terá nova sede e centro de formação na avenida Costa e Silva

Paralelamente ao projeto de criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas, a Prefeitura de Campo Grande vai transferir a sede da Guarda Municipal para um prédio na avenida Costa e Silva que abrigará também o centro de formação da corporação. Segundo o comandante da Guarda Municipal, coronel Jonys Cabrera Lopes, será oferecido um curso de pós-graduação em segurança pública, uma das primeiras iniciativas do futuro centro de formação.

Atualmente, a Guarda Municipal tem 1.350 integrantes. A estrutura da futura Secretaria de Defesa Social, que além da Guarda, abrigará a Defesa de Civil, terá os mesmos 25 cargos hoje existentes na Coordenadoria Municipal de Segurança Pública.

Com recursos do Ministério da Justiça (R$ 690 mil), já foi iniciado o processo para seleção de 150 a 200 guardas municipais que atuarão armados. Foi aberto um edital e 500 guardas mostraram interesse de participar. Eles foram submetidos a uma prova escrita e restaram 250 que farão o teste de resistência física e passarão pelo teste-treinamento com 600 tiros. Os que tiverem melhor desempenho receberão habilitação. A partir daí, será necessário firmar um convênio com a Polícia Federal responsável pela concessão do porte de arma. Inicialmente, serão usados revólveres calibre 38, armamento cedido pela Polícia Militar. No orçamento de 2015 será incluída uma dotação para garantir a compra de armamento.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação será montado um projeto de prevenção à violência, à venda e ao uso de drogas no entorno das escolas municipais e centros de educação infantil. A Semed vai adquirir câmeras para implantar o videomonitoramento em todas as unidades. Com isto, parte dos 400 guardas que hoje tiram serviço nas escolas será remanejada para atuar no serviço de ronda feito por motocicletas. Hoje, a guarda dispõe de 20 viaturas e 16 motocicletas. Esta frota também será empregada no monitoramento da área central, que contará com 22 câmeras.

Autoridades de Segurança e Judiciária apóiam criação da Secretaria Defesa Social



Prefeito Gilmar Olarte
A criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas que o prefeito Gilmar Olarte vai propor em projeto a ser enviado à Câmara de Vereadores nos próximos dias, recebeu o apoio de diferentes segmentos da Segurança Pública e do Judiciário, que estiveram presentes na audiência pública promovida pela Câmara Municipal nesta quarta-feira (13) para discutir a proposta . “A Secretaria será uma ferramenta importante nas ações preventivas de combate ao crime”, destacou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.


O secretário lembrou que, com a sanção da lei 13.022 pela presidente Dilma Roussef, as guardas municipais passaram a ter novas atribuições, deixando a condição de polícia administrativa, atuando basicamente na vigilância patrimonial dos próprios municipais, para a de polícia preventiva no nível primário. Hoje, a Guarda Municipal de Campo Grande está vinculada a uma coordenadoria de Segurança Pública.


Juiz Federal Odilon de Oliveira


Quem também saiu em defesa de uma estrutura administrativa de primeiro escalão na Prefeitura para gerenciar as ações de segurança e defesa civil, foi o juiz federal Odilon Oliveira, que ganhou notoriedade nacional por sua atuação firme no combate ao tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul. O magistrado sustenta que o município não vai continuar omisso diante da questão de segurança, dentre outras razões, porque conforme pesquisa da ONU (Organização das Nações Unidas), 43% dos estudantes do ensino fundamentais já utilizaram algum tipo de droga. “Portanto, é preciso reforçar as políticas de prevenção ao uso de drogas junto às nossas crianças, inibir a venda do entorpecente com a presença ostensiva da guarda no entorno das escolas”, comentou Odilon.



Segundo Odilon, a criação da Secretaria Municipal vai ajudar na captação de recursos junto ao Governo Federal para suas ações na área de segurança. “Atualmente, 43% dos presos sob custódia do Governo do Estado cumprem pena por tráfico de drogas; 27% dos presos deveriam estar em presídios federais; só 4,95% dos traficantes são condenados pela Justiça Federal”, revelou o magistrado para reforçar suas críticas a forma como o Governo Federal vem atuando no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia.



Secretário de Justiça e Segurança Pública de MS - Wantuir Jacini

Em sua intervenção na audiência pública, o prefeito Gilmar Olarte garantiu que a transformação da Coordenadoria Municipal de Segurança Pública em Secretaria não vai onerar os cofres públicos porque haverá o aproveitamento da mesma estrutura de funcionários (25 cargos em comissão).“Levamos o projeto para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, que nos garantiu  recursos em torno de R$ 800 mil para investir no reforço da estrutura da guarda municipal”, informa o prefeito.



Na opinião de Gilmar Olarte o município não pode continuar ignorando a questão de segurança.“Todas as instâncias de poder, seja federal, estadual ou municipal, precisam intervir, logicamente, respeitando os níveis de competência e atuação de cada um. O prefeito não pode ser omisso diante deste flagelo que atinge a todos nós”, argumentou. A audiência pública foi presidida pelo vereador Otavio Trad e teve a participação dos vereadores Carlos Augusto Borges, Luiza Ribeiro, Chiquinho Teles e Chocolate.

Representando os trabalhadores Hudson Bonfim

Desdobramento após a aprovação da Lei Complementar 13.022 de 08 de Agosto de 2014

Prefeituras já iniciaram as mudanças em suas Guardas Municipais assistam.

Lei que dá poder de polícia à GCM é recebida com otimismo em Tatuí   

video



Estatuto amplia atuação da Guarda Civil Municipal

video

Guarda municipal ganha poder de polícia

video




terça-feira, 12 de agosto de 2014

Após autorização de uso de arma de fogo, Olarte quer agilizar mudança da Guarda Municipal

O prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte anunciou nesta terça-feira (12) que quer agilizar o encaminhamento de mudança da Guarda Municipal para a Secretaria de Segurança Pública Municipal após a presidente Dilma Rousseff (PT) ter sancionado ontem o uso de arma de fogo pelos guardas municipais.

 “Vou verificar com a procuradoria jurídica para ver com a Câmara a questão do encaminhamento do projeto de transformação. O governo do Estado já até se dispôs a doar 200 armas para a secretaria”, afirmou.
Desde a semana passada, guardas estão em um curso específico para treinamento e capacitação. 

Fonte: Midia Max

Guarda Municipal de Campo Grande MS, ganha título inédito e entra para a história do ciclismo


A sul-mato-grossense Adriana Farias entrou para história do ciclismo nacional. Durante a disputa do Brasileiro de Ciclismo de Estrada Master e Sub-30, a atleta foi campeã da categoria máster feminina, que pela primeira vez fez parte do campeonato.
Foto: Facebook
Adriana dominou a prova e não deu chance para as adversárias no percurso de 56 km. “A minha estratégia era fazer um trabalho em equipe, mas, como o circuito era duro e não proporcionou essa situação, acabei me destacando e chegando escapada. Aproveito também para elogiar o circuito que foi muito bem montado”, comentou Adriana, que também ganhou na categoria contra-relógio, em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Ciclismo.
Foto: CBC

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sancionada lei que permite porte de arma de fogo por Guardas Municipais

Edição extraordinária do Diário Oficial da União publicou hoje (11) a lei que permite porte de arma de fogo por guardas municipais, sancionada na última sexta-feira (8) pela presidenta Dilma Rousseff.
“Aos guardas municipais é autorizado o porte de arma de fogo, conforme previsto em lei”, diz o texto oficial. Estabelece, porém, que o direito pode ser suspenso “em razão de restrição médica, decisão judicial ou justificativa da adoção da medida pelo respectivo dirigente”.
De acordo com a regra, além da segurança patrimonial, estabelecida pelo Artigo 144 da Constituição Federal, as guardas terão poder de polícia. Elas poderão atuar na proteção da população, no patrulhamento preventivo, no desenvolvimento de ações de prevenção primária à violência, em grandes eventos e na proteção de autoridades, bem como em ações conjuntas com os demais órgãos de defesa civil.
A Lei 13.022/2014 decorre de projeto apresentado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), aprovado pelo Congresso Nacional no mês passado. A proposta gerou polêmica. Entidades ligadas à defesa dos direitos humanos e o Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares foram contrários ao porte de armas, defendido pelas associações de guardas municipais.
Com a aprovação da lei, os profissionais também deverão utilizar uniformes e equipamentos padronizados, mas sua estrutura hierárquica não poderá ter denominação idêntica à das forças militares. As guardas terão até dois anos para se adaptar às novas regras.
Fonte: AgênciaBrasil

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Mais de 50 guardas municipais encerram curso de capacitação com blitze na Capital

Guardas municipais realizam blitz em Campo Grande

Na manhã desta sexta-feira (8), 52 homens da GM (Guarda Municipal) participam do encerramento do curso de capacitação para poderem atuar na fiscalização do trânsito de Campo Grande.
O curso, ministrado pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito), teve duração de três semanas e a intenção é de que os guardas municipais estejam aptos para agir em operações no trânsito. Para encerrar o curso, o BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) acompanha os 52 homens em blitze na Rua Dom Antônio Barbosa, na região da Vila Nossa Senhora das Graças.
De acordo com o coronel Edmilson, assessor do Detran, o curso serve para capacitação dos guardas e para conhecimento dos procedimentos de abordagem e levantamento de local de acidentes. Porém, todas as operações devem ter acompanhamento da Polícia Militar.
A Prefeitura deve agora firmar convênio com a Polícia Militar, em um prazo de 15 a 30 dias, para que os guardas capacitados possam atuar efetivamente no trânsito de Campo Grande, aumentando a fiscalização na Capital.

Fonte: Midia Max

Guarda Municipal e Defesa Civil mudam de endereço em 15 dias

A Guarda Municipal e Defesa Civil de Campo Grande devem mudar para prédio alugado, na Avenida Costa e Silva, em 15 dias. O anúncio foi feito pelo prefeito Gilmar Olarte, nesta sexta-feira (8), durante evento no Conselho Tutelar Sul.
“Estamos preparando um lugar para a Guarda ao lado do antigo Atacadão”, afirmou Olarte, ressaltando que o local deve passar por adequações.
De acordo com coordenador-geral de segurança pública municipal, comandante Jhonnys Cabrera, dentro de 15 dias a nova estrutura, que passa por ajustes sobre aluguel de R$ 20 mil, estará operando. No local também deverá funcionar um centro de formação para os 1350 guardas municipais.
Ainda neste mês, a corporação terá inauguração de quatro bases de atendimento nas regiões do Ananduizinho, Lagoa , Bandeira e Imbirussu. Os guardas ainda receberão, até 16 de agosto, reforço de 14 motocicletas Honda XRE, adquiridas por R$ 252 mil, para ronda e patrulha escolar, bem como suporte a agentes de trânsito na Capital.
Mudança para secretaria – O prefeito ainda tem por meta transformar a Guarda Municipal em Secretaria Municipal de Defesa Social e Combate às Drogas, desmembrando também a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação).
Johnys Cabrera ressalta que não haverá aumento significativo nos custos de operação com a medida. Isso porque não se pretende realizar novas contratações, além de já se ter previsto no orçamento para o próximo ano R$ 53 milhões destinados as operações da corporação.
Em termos operacionais, o comandante também esclarece que as “funções são distintas e não tem como se misturar as atividades fim”. Dessa forma, guardas municipais não atuariam como agentes de trânsito, mesmo 40 deles tendo recebido capacitação para auxiliar nesse sentido.
O caso ainda deve ser debatido em audiência pública, já solicitada à Câmara Municipal, uma vez que projeto de lei deve prever tais alterações.