quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mensagem 10 de Outubro dia Nacional das Guardas Municipais

Amanhã senhores é o nosso dia, Dia Nacional das Guardas Municipais, data que na nossa historia não é a toa, pois foi no dia 10 de outubro de 1831 o então império brasileiro decretou a reconstituição dos "Corpos Permanentes das Guardas Municipais". Porém antes disso no dia 08 de outubro de 1831 tinha-se registrado o primeiro assassinato de um GCM na historia desse país mostrando que a GCM sempre fez parte do histórico de nossa nação, porem sempre passando por diversos altos e baixos ao longo da historia brasileira. Cabe lembrar que nossos antepassados azul marinho inclusive lutaram na guerra do Paraguai.

Hoje vivemos o momento que as GCM estão em boom positivo e temos que aproveitar esta onda para elevar todas as GCM do Brasil mostrando que esta é a policia municipal preventiva e cidadã que esta cada vez mais pronta para ser parceira, protetora e amiga da nossa sociedade. 

Parabéns a todos nós Guardas Civis Municipais!!!!

Autor: Alan Braga / GCM de Salvador - BA,
Diretor da Associação dos Guardas Municipais da Região Metropolitana de Salvador,
Secretario do Conselho Deliberativo da Federação Baiana das Associações dos Guardas Municipais - FEBAGUAM e Delegado Regional do Conselho Nacional das Guardas Municipais.

Entrevista do novo comandante da Guarda Municipal, Valério Azambuja.

Mensagem do GM Bonfim a todos Guardas Municipais.

video

Mensagem alusiva ao Dia Nacional do Guarda Municipal.
Video: GM Uedei

Prefeito encaminha projeto da criação de Secretaria de Segurança Pública e participa de homenagem à Guarda Municipal

Foto:Marlon Ganassin 


Ao encaminhar nesta quinta-feira (9) à Câmara o projeto que transforma a Coordenadoria Municipal de Segurança Pública em Secretaria Municipal de Segurança Pública, o prefeito Gilmar Olarte sustentou que o poder público não pode avaliar como “despesa”, mas como “investimento” os recursos destinados à segurança que, junto com a saúde, representam os maiores clamores da sociedade

“Peço o apoio dos vereadores porque esta é uma iniciativa [a criação da Secretaria] que vai criar instrumentos ao município para captação de recursos que garantam maior proteção ao patrimônio público e ao cidadão “, destacou o prefeito que se reuniu com os vereadores e, depois, participou da sessão alusiva ao Dia Nacional do Guarda Municipal, celebrado em 10 de outubro, mas foi antecipada para esta quinta-feira pelo Legislativo. No mesmo ato, foi dada posse ao novo comandante da Guarda Municipal, Valério Azambuja.

Na conversa que teve com os vereadores no gabinete do presidente da Câmara, Mário Cesar, o prefeito, acompanhados dos secretários, apresentou o projeto de criação da Secretaria que terá na sua órbita de atuação, a Defesa Civil e a Agência Municipal de Transporte e Trânsito hoje vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação. Olarte garantiu que a proposta preserva a autonomia financeira e administrativa da Agetran.

O prefeito deixou claro que os vereadores terão ampla liberdade para promover mudança de aperfeiçoamento do projeto. “Estamos abertos a um debate franco e amplo. Não temos a pretensão de ter elaborado uma proposta pronta e acabada”, destacou o prefeito. Ele sustenta que a nova secretaria não resultará em aumentos de gastos porque haverá o aproveitamento da mesma estrutura de funcionários (25 cargos em comissão) da Coordenadoria Municipal de Segurança Pública. “Levamos o projeto para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, que nos garantiu recursos em torno de R$ 800 mil para investir no reforço da estrutura da Guarda Municipal”, disse.

O juiz federal Odilon Oliveira, que também esteve na Câmara, elogiou a iniciativa do prefeito de criação da secretaria porque, a seu ver, “a responsabilidade pela segurança tem de ser compartilhada por União, Estados e Municípios”. O magistrado assegura que a Justiça Federal pode contribuir na estruturação da futura pasta, cedendo para a nova estrutura veículos e mobiliários apreendidos com traficantes.

Com a sanção da lei 13.022 pela presidente Dilma Roussef, as guardas municipais passaram a ter novas atribuições, deixando a condição de polícia administrativa, atuando basicamente na vigilância patrimonial municipal, para a de polícia preventiva no nível primário. 


Fonte: Facebook


Atualmente, a GM conta com efetivo de 1.350 profissionais e têm a missão de zelar e proteger o patrimônio público, bens e serviços do município de Campo Grande, salvaguardando a vida e o meio ambiente.

Fonte/Autor: Flávio Paes


quarta-feira, 8 de outubro de 2014

MOBILIZAÇÃO DE TODOS!!!

Bom dia nobres guardas municipais!!!

Convido a todos para estarem na camara municipal dia 09 quinta feira as 09:00 horas.

ASSUNTO:
Entrega do projeto de criação da Secretaria de Segurança Pública e alteração da lei orgânica conforme estatuto geral das Guardas Municipais.
Presença do nosso Coordenador Geral de Segurança Pública, Del Federal Valério Azambuja e do nosso companheiro GM Bonfim que fará o uso da palavra.
Importantíssimo a participação de todos.....
Vamos apoiar a proposta do executivo companheiros pois chegou a nossa hora de fazer história.
Visitei Ponta Porã recentemente e vi o quanto foi feito para os nosso companheiros guarda municipais de lá.
Att,

Montanha.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Conheça a Guarda Municipal de Campo Grande MS

video

A Guarda Municipal iniciou seus trabalhos de Guardiã dos munícipes da Capital e do patrimônio público no dia 10 de agosto de 1990. Atualmente o efetivo é composto de 1.350 homens e mulheres.

Logo que assumiu a Prefeitura de Campo Grande, o prefeito Gilmar Olarte foi à Brasília em busca de recursos para a Guarda Municipal, ele pretende investir ao longo de seu mandado mais de R$4,5 milhões para equipar e dar cursos de formação para os Guardas. “Estamos trabalhando para que nossos Guardas façam a diferença e cuidem bem de nossa população. Minha intenção é criar a Secretaria Municipal de Segurança. Para isso, já conversei com o presidente da Câmara e nos próximos meses, esta vai ser mais uma realidade em nossa administração que valoriza todos os servidores. Agradeço aos Guardiões da Cidade. Todos os anos vamos ter está festa azul, no mês de aniversário da Guarda”.


Guarda Municipal terá nova sede e centro de formação na avenida Costa e Silva

Paralelamente ao projeto de criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas, a Prefeitura de Campo Grande vai transferir a sede da Guarda Municipal para um prédio na avenida Costa e Silva que abrigará também o centro de formação da corporação. Segundo o comandante da Guarda Municipal, coronel Jonys Cabrera Lopes, será oferecido um curso de pós-graduação em segurança pública, uma das primeiras iniciativas do futuro centro de formação.

Atualmente, a Guarda Municipal tem 1.350 integrantes. A estrutura da futura Secretaria de Defesa Social, que além da Guarda, abrigará a Defesa de Civil, terá os mesmos 25 cargos hoje existentes na Coordenadoria Municipal de Segurança Pública.

Com recursos do Ministério da Justiça (R$ 690 mil), já foi iniciado o processo para seleção de 150 a 200 guardas municipais que atuarão armados. Foi aberto um edital e 500 guardas mostraram interesse de participar. Eles foram submetidos a uma prova escrita e restaram 250 que farão o teste de resistência física e passarão pelo teste-treinamento com 600 tiros. Os que tiverem melhor desempenho receberão habilitação. A partir daí, será necessário firmar um convênio com a Polícia Federal responsável pela concessão do porte de arma. Inicialmente, serão usados revólveres calibre 38, armamento cedido pela Polícia Militar. No orçamento de 2015 será incluída uma dotação para garantir a compra de armamento.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação será montado um projeto de prevenção à violência, à venda e ao uso de drogas no entorno das escolas municipais e centros de educação infantil. A Semed vai adquirir câmeras para implantar o videomonitoramento em todas as unidades. Com isto, parte dos 400 guardas que hoje tiram serviço nas escolas será remanejada para atuar no serviço de ronda feito por motocicletas. Hoje, a guarda dispõe de 20 viaturas e 16 motocicletas. Esta frota também será empregada no monitoramento da área central, que contará com 22 câmeras.

Autoridades de Segurança e Judiciária apóiam criação da Secretaria Defesa Social



Prefeito Gilmar Olarte
A criação da Secretaria Municipal de Defesa Social e Prevenção ao Uso de Drogas que o prefeito Gilmar Olarte vai propor em projeto a ser enviado à Câmara de Vereadores nos próximos dias, recebeu o apoio de diferentes segmentos da Segurança Pública e do Judiciário, que estiveram presentes na audiência pública promovida pela Câmara Municipal nesta quarta-feira (13) para discutir a proposta . “A Secretaria será uma ferramenta importante nas ações preventivas de combate ao crime”, destacou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini.


O secretário lembrou que, com a sanção da lei 13.022 pela presidente Dilma Roussef, as guardas municipais passaram a ter novas atribuições, deixando a condição de polícia administrativa, atuando basicamente na vigilância patrimonial dos próprios municipais, para a de polícia preventiva no nível primário. Hoje, a Guarda Municipal de Campo Grande está vinculada a uma coordenadoria de Segurança Pública.


Juiz Federal Odilon de Oliveira


Quem também saiu em defesa de uma estrutura administrativa de primeiro escalão na Prefeitura para gerenciar as ações de segurança e defesa civil, foi o juiz federal Odilon Oliveira, que ganhou notoriedade nacional por sua atuação firme no combate ao tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul. O magistrado sustenta que o município não vai continuar omisso diante da questão de segurança, dentre outras razões, porque conforme pesquisa da ONU (Organização das Nações Unidas), 43% dos estudantes do ensino fundamentais já utilizaram algum tipo de droga. “Portanto, é preciso reforçar as políticas de prevenção ao uso de drogas junto às nossas crianças, inibir a venda do entorpecente com a presença ostensiva da guarda no entorno das escolas”, comentou Odilon.



Segundo Odilon, a criação da Secretaria Municipal vai ajudar na captação de recursos junto ao Governo Federal para suas ações na área de segurança. “Atualmente, 43% dos presos sob custódia do Governo do Estado cumprem pena por tráfico de drogas; 27% dos presos deveriam estar em presídios federais; só 4,95% dos traficantes são condenados pela Justiça Federal”, revelou o magistrado para reforçar suas críticas a forma como o Governo Federal vem atuando no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia.



Secretário de Justiça e Segurança Pública de MS - Wantuir Jacini

Em sua intervenção na audiência pública, o prefeito Gilmar Olarte garantiu que a transformação da Coordenadoria Municipal de Segurança Pública em Secretaria não vai onerar os cofres públicos porque haverá o aproveitamento da mesma estrutura de funcionários (25 cargos em comissão).“Levamos o projeto para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, que nos garantiu  recursos em torno de R$ 800 mil para investir no reforço da estrutura da guarda municipal”, informa o prefeito.



Na opinião de Gilmar Olarte o município não pode continuar ignorando a questão de segurança.“Todas as instâncias de poder, seja federal, estadual ou municipal, precisam intervir, logicamente, respeitando os níveis de competência e atuação de cada um. O prefeito não pode ser omisso diante deste flagelo que atinge a todos nós”, argumentou. A audiência pública foi presidida pelo vereador Otavio Trad e teve a participação dos vereadores Carlos Augusto Borges, Luiza Ribeiro, Chiquinho Teles e Chocolate.

Representando os trabalhadores Hudson Bonfim

Desdobramento após a aprovação da Lei Complementar 13.022 de 08 de Agosto de 2014

Prefeituras já iniciaram as mudanças em suas Guardas Municipais assistam.

Lei que dá poder de polícia à GCM é recebida com otimismo em Tatuí   

video



Estatuto amplia atuação da Guarda Civil Municipal

video

Guarda municipal ganha poder de polícia

video




terça-feira, 12 de agosto de 2014

Após autorização de uso de arma de fogo, Olarte quer agilizar mudança da Guarda Municipal

O prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte anunciou nesta terça-feira (12) que quer agilizar o encaminhamento de mudança da Guarda Municipal para a Secretaria de Segurança Pública Municipal após a presidente Dilma Rousseff (PT) ter sancionado ontem o uso de arma de fogo pelos guardas municipais.

 “Vou verificar com a procuradoria jurídica para ver com a Câmara a questão do encaminhamento do projeto de transformação. O governo do Estado já até se dispôs a doar 200 armas para a secretaria”, afirmou.
Desde a semana passada, guardas estão em um curso específico para treinamento e capacitação. 

Fonte: Midia Max

Guarda Municipal de Campo Grande MS, ganha título inédito e entra para a história do ciclismo


A sul-mato-grossense Adriana Farias entrou para história do ciclismo nacional. Durante a disputa do Brasileiro de Ciclismo de Estrada Master e Sub-30, a atleta foi campeã da categoria máster feminina, que pela primeira vez fez parte do campeonato.
Foto: Facebook
Adriana dominou a prova e não deu chance para as adversárias no percurso de 56 km. “A minha estratégia era fazer um trabalho em equipe, mas, como o circuito era duro e não proporcionou essa situação, acabei me destacando e chegando escapada. Aproveito também para elogiar o circuito que foi muito bem montado”, comentou Adriana, que também ganhou na categoria contra-relógio, em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Ciclismo.
Foto: CBC

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sancionada lei que permite porte de arma de fogo por Guardas Municipais

Edição extraordinária do Diário Oficial da União publicou hoje (11) a lei que permite porte de arma de fogo por guardas municipais, sancionada na última sexta-feira (8) pela presidenta Dilma Rousseff.
“Aos guardas municipais é autorizado o porte de arma de fogo, conforme previsto em lei”, diz o texto oficial. Estabelece, porém, que o direito pode ser suspenso “em razão de restrição médica, decisão judicial ou justificativa da adoção da medida pelo respectivo dirigente”.
De acordo com a regra, além da segurança patrimonial, estabelecida pelo Artigo 144 da Constituição Federal, as guardas terão poder de polícia. Elas poderão atuar na proteção da população, no patrulhamento preventivo, no desenvolvimento de ações de prevenção primária à violência, em grandes eventos e na proteção de autoridades, bem como em ações conjuntas com os demais órgãos de defesa civil.
A Lei 13.022/2014 decorre de projeto apresentado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), aprovado pelo Congresso Nacional no mês passado. A proposta gerou polêmica. Entidades ligadas à defesa dos direitos humanos e o Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares foram contrários ao porte de armas, defendido pelas associações de guardas municipais.
Com a aprovação da lei, os profissionais também deverão utilizar uniformes e equipamentos padronizados, mas sua estrutura hierárquica não poderá ter denominação idêntica à das forças militares. As guardas terão até dois anos para se adaptar às novas regras.
Fonte: AgênciaBrasil