quarta-feira, 28 de abril de 2010

Audiência Pública resulta em criação de Fórum Permanente para conservar os patrimônios públicos na Capital

28/04/2010 16:40
A Comissão permanente de Segurança Pública da Câmara Municipal, composta pelo presidente vereador Cabo Almi (PT), vice-presidente vereador Carlão (PSB) e vereador Paulo Pedra (PDT) membro, realizou na tarde desta quarta-feira (28) uma Audiência Pública para discutir sobre a defesa, prevenção e conservação do Patrimônio Público, pelos guardas municipais e agentes de segurança patrimonial do Estado.

Os trabalhos foram abertos pelo vice- presidente da Comissão de Segurança, vereador Carlão, que na oportunidade disse que “ nesse mandato do presidente Paulo Siufi temos feitos muitas audiências públicas, sessões comunitárias em bairros, que essa audiência traga frutos e uma deliberação para definir o que vamos fazer. Além dos parlamentares Cabo Almi e Paulo Pedra, estiveram presentes na reunião o presidente da Segurança Patrimonial de Mato Grosso do Sul, Geraldo Celestino de Carvalho, o presidente do DCE da UNIDERP, Rafael Moraes Correa, a Coordenadora de Segurança Patrimonial, Marilene M. Correa, o presidente da Associação da Guarda Municipal de Campo Grande, Alberto da Costa Neto , o Agente Patrimonial, Douglas Alves da Silva, o Guarda Municipal Maicon Coleho Barreto.

Segundo Geraldo Celestino a audiência serviu para expor os prejuízos causados à sociedade com a depredação dos patrimônios públicos de Campo Grande. Durante seu breve pronunciamento, Celestino colocou que é necessário conscientizar a sociedade como um todo a começar pelas ações realizadas já na infância para que a criança aprenda a preservar o seu patrimônio. “Todos nós sabemos da dificuldade e do problema a ser enfrentado quando se fala em bens públicos. Essa audiência mostrará como esse bem está sendo tratado, a forma com que está sendo usado e o valor que esse bem tem. A sociedade tem de dar contrapartida. Temos de ter projeto de conscientização e preservação desses locais públicos”, disse.

Para o Agente Patrimonial Douglas Alves, o objetivo maior da audiência é buscar parceiros para resolver o problema de depredação pública que tem comprometido o dinheiro dos cidadãos que pagam impostos. “A gente tem de buscar a conscientização do que é patrimônio público. Esse dinheiro é nosso, e está sendo colocado para pagar a mesma coisa. Temos que propor uma solução a curto prazo para solucionar esse problema”, sinalizou.

Durante a audiência foi apresentado um imagens que mostraram o vandalismo daqueles que não zelam pelo bem público, no município de Campo Grande. Em seguida o Agente de Segurança Patrimonial, Marcio Souza de Almeida explanou as possíveis formas a serem utilizadas para minimizar as ações de depredação na Capital e propôs a formação de um Fórum Permanente em Defesa do Patrimônio Público que segundo Marcio Souza, possibilitará aplicação de políticas que favoreçam às soluções.
Após as colocações dos convidados foi decido que será realizada uma reunião, com data a ser definida, para formar a coordenação para o Fórum Permanente. A partir disso será definido políticas de conscientização que se ampliará às demais entidades envolvidas na luta de preservação do patrimônio público da Capital.
Ana Rita Chagas
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal
Postar um comentário